quarta-feira, 13 de abril de 2011

Socialismo

Regulamente-se o peido.
A 11 de Junho, quando o documento entrar definitivamente em vigor, qualquer preso que entre em greve de fome sabe que tem dez pontos-chave pelos quais terá que reger a sua conduta. Assim, para além da declaração escrita em impresso próprio e de outros formalismos burocráticos relacionados, o preso fica informado de que a sua decisão será de imediato comunicada aos serviços de saúde e ao tribunal de Execução de Penas.

1 comentário:

LGF Lizard disse...

Qualquer dia, um tipo que se queira suicidar na prisão tem fazer um requerimento....