terça-feira, 3 de maio de 2011

A certidão de óbito:

"O líder do Hamas em Gaza, Ismail Haniyeh, condenou nesta segunda-feira o "assassinato" de Osama bin Laden em uma operação das forças especiais americanas no Paquistão e disse que ele era um "mártir da guerra santa", enquanto a Autoridade Nacional Palestina (ANP) felicitou a ação dos Estados Unidos."

Deve ser para desvalorizar uma eventual futura apresentação de fotos do ex-tratante.

Já agora, alguém já pensou que o bicho pode não ter ficado com cara reconhecível ou, de todo, com cara?

2 comentários:

LGF Lizard disse...

Só comprova que a Al-Qaeda e o Hamas acreditam no mesmo. O que os diferencia são os métodos para chegar ao objectivo final.

Uns mata os tolinhos esquerdistas ocidentais que os apoiam. Outros, utilizam-nos como idiotas úteis.

LGF Lizard disse...

E já agora, quando é que o Ismail vai fazer companhia ao Bin Laden? Já está cá à tempo a mais.