sábado, 4 de junho de 2011

Duelo Ryanair vs TAP... 1-0 Ryanair

A Ryanair fez chegar hoje ao Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), que convocou a greve, dez rosas vermelhas, em representação dos dez dias de paralisação convocados pelos tripulantes, em protesto contra a redução do número de trabalhadores a bordo dos aviões.

Em volta do ramo, a companhia de aviação irlandesa escreveu “Nós amamos o SNPVAC”, substituindo a palavra “amamos” por um coração vermelho, noticia o portal de notícias Low cost Portugal.

Tal como já aconteceu no passado, a Ryanair aproveitou a ameaça de greve na TAP para se promover, convidando os passageiros da transportadora aérea nacional a cancelarem as reservas e optarem pelos seus serviços de baixo custo.

“Enviámos aos dirigentes do SNPVAC dez rosas em representação dos seus dez dias de greve e pelo apreço que sentimos por aumentarem o nosso negócio”, frisou Daniel Carvalho, porta-voz da companhia irlandesa.

O responsável acrescentou que “a greve irá causar muito incómodo aos passageiros da TAP e às suas famílias”, considerando, por isso, que o sindicato está “tristemente equivocado e iludido”.

Já em Março do ano passado, quando houve uma ameaça de greve por parte dos pilotos, a Ryanair lançou uma campanha especial para os dias de paralisação previstos pelos trabalhadores. “23 rotas livres de greves” era o nome da acção.

Poucos meses depois, a low cost irlandesa decidiu provocar directamente o presidente da TAP, Fernando Pinto, oferecendo-lhe uma viagem de avião para “experimentar a eficiência e pontualidade da companhia líder em tarifas baixas”.

Este tipo de acções são frequentes na estratégia de comunicação da Ryanair que, em vez de investir em campanhas publicitárias mais tradicionais, opta sempre por aparições polémicas que acabam por ser muito mediatizadas.

http://economia.publico.pt/Noticia/ryanair-envia-rosas-aos-tripulantes-da-tap-para-agradecer-convocacao-da-greve_1497331

2 comentários:

LGF Lizard disse...

Enquanto os funcionários da TAP vão alegremente falindo a empresa, a Ryanair aproveita a oportunidade para aumentar o número de clientes.

Umas pergunta estúpida: precisamos da TAP para quê? A TAP não poderia ser privatizada, para deixar de ser um sorvedouro de dinheiro dos contribuintes? Ou então, deixá-la falir?

Carlos Alberto disse...

Boa questão. Serve mesmo para quê?