segunda-feira, 25 de julho de 2011

Do gato que brinca com a cauda

Enquanto pela "europa" e Estados Unidos se vagueia no trilho do disparate, ora revogando decisões de fecho de centrais, ora substituindo-as por carvão"renovável", ora prorrogando-lhes o seu tempo de vida útil, a China trabalha no desenvolvimento de reactores rápidos.

Enquanto a "europa", fiada na superioridade da social democracia e da "inclusão social", se dá ao luxo de excomungar o trabalho a baixa tecnologia em favor das economias emergentes, o tempo vai passando e a baixa tecnologia deitada ao lixo vai ficando cada vez mais alta até ao descalabro final. Parece-me que uma boa parte da Alemanha está consciente do problema e, havendo massa crítica, se prepara para levantar ferro tentando não perder o avanço.

Sem comentários: