quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Lígua de trapos ou de como o brasileiro vai passar a falar brasileiro*

Via Portugal dos Pequeninos, Vasco Graça Moura sobre Fernando dos Santos Neves que escreve:
"a passagem de uma concepção monoparadigmática e reducionista a uma concepção pluriparadigmática e aberta do próprio conceito de ciência"

"bastaria um mínimo de lucidez para entender que é, precisamente, o Acordo Ortográfico que "permitirá a continuação da existência da 'Língua Portuguesa' no Brasil, etc., sem a qual ele, inevitavelmente se tornará, a breve trecho, a 'Língua Brasileira', como de algum modo principiaria a ser o caso".  

"a sua [acordo ortográfico] principal virtude é existir" 
Tirem-me deste filme.

* ou brasilês? brasilol? brasilão? brasilense?

1 comentário:

Carmo da Rosa disse...

"passagem de uma concepção monoparadigmática e reducionista a uma concepção pluriparadigmática"

Felizmente que na Europa só os portugueses e os franceses (vai-se lá saber porquê?) adoram esta linguagem...