quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Momento qualquer-coisa


Estive fora, voltei hoje, torno a sair, volto à séria no final do mês.
Rio d'Oiro: não tive nem terei tempo, por agora, de ouvir o Olavo de Carvalho.
Carmo da Rosa: bons posts.
Lidador: gostei do post, discordo da classificação que dá quanto ao livro do filósofo à la norueguesa. Cá por coisas.
Abraço a todos.
Para desopilar o fígado, deixo aqui a transcrição integral das instruções de uso que figuram na embalagem de uma raqueta electrificada para hecatombear mosquitos, que um familiar meu, em desespero, comprou numa "loja de chineses".

Método de uso

1) Toca o betão e o betão, quando o betão brilha, significa que a requeta já tem electricidade.

2) Quando o mosquito está voando, você tem que ser mais rápido, enfrente de parede banco ou unicolor, e dirige a direcção de mosquito, só isso, é muito fácil, você pode gozar o interesse coneniente.

3) Quando o mosquito está parando, você pode o aproximar com a velocidade adequada, não precisa de mais rápido, quando o mosiquito está merdendo no corpo da pessoa, também pode usar a raqueta, não precisa de se preocupar com os choques eléctricos. O mosquito merre quando tem um som melodioso do choque eléctrico.

Notas

1) A primeira carrega tem que ser 6 até 10 horas, no uso futuro, pode pode carregar no processo de usar, não pode usa pilha 5, tem que usar pilha especial.

2) Para evitar o choque eléctrico, não pode beliscar a rede de raqueta.

3) Para evitar incedente, não pode usar no ambiente que encheio de líquidos ou gases inflamáveis.

4) Para evitar a avaria do produto, não pode limpar com água.

5) Para evitar o choque eléctrico e a avaria do produto, não pode inserir os condutor na rede de requeta.

6) Este produto não é brinquedo.

3 comentários:

Carmo da Rosa disse...

Que post mais giro...

Por acaso vi ontem pela primeira vez um aparelho destes numa casa onde vou ficar uns dias - como sabem estou temporariamente sem casa (e acesso ao meu computador) até fins de setembro.

O-Lidador disse...

Boas férias.
E, quanto ao livro, acredito que não seja grande coisa mas como eu não sou filósofo o meu grau de exigência é baixo.

Streetwarrior disse...

"" como eu não sou filósofo o meu grau de exigência é baixo ""

Muito bem Liodador, concordo plenamente.