terça-feira, 6 de setembro de 2011

Encontra-se em grande actividade a exportação de postos de trabalho da Efacec

Como eu aqui tinha explicado, cá está um bom exemplo do que se estava mesmo a ver viria a acontecer.

Não é má a decisão da Efacec de se "internacionalizar" para os Estados Unidos (mão de obra barata?). É uma decisão que corresponde ao mal menor face ao mau estado de Portugal em termos de produtividade e fiscalidade. Evidentemente que é mau que se exportem postos de trabalho, mas é preferível manter alguns a perder todos.

O negócio, de muitos milhões de dólares, diz respeito ao fornecimento de transformadores para novas centrais nucleares dos Estados Unidos, as primeiras em 25 anos.

....

Desde que o PS perdeu as eleições a quantidade de militantes "especialistas" em questões "sociais" que se precipitavam às caixas de comentários do FI tem diminuído para menos de 10%.

Sem comentários: