quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Desbroncando ...

Médico espancado em orgia com casal, noticia-se.

Das duas uma. Ou era uma orgia homossexual ou maioritariamente homossexual. Casal hoje ... vale tudo.

7 comentários:

R disse...

Por acaso foi mesmo um casal de um homem e uma mulher. Sim, esses também são capazes de entrar em discotecas gays para sequestrar, espancar e roubar.

RioD'oiro disse...

Então temos uma relação maioritariamente homossexual: dois homens e uma mulher?

E, já agora, qual o género (de sexo) psicológico de cada um? Por esta via pode ainda ser homo-total.

Joaquim Simões disse...

A relação a três (ou mais), com predominância de qualquer um dos sexos, não inclui necessariamente homo ou bissexualidade.
E, se incluir, é a prova de que as leis biológicas e psicológicas terão sempre mais força do que as restantes que nos saem do pouco que sabemos.

RioD'oiro disse...

Caro JS,

Tem toda a razão. Mas isso levanta o problema de haver uma relação em que um dos elementos ou é preferido ou preterido. E isso tá mal por não permitir estabelecer a igualdade.

Joaquim Simões disse...

Rio d'Oiro:

" Mas isso levanta o problema de haver uma relação em que um dos elementos ou é preferido ou preterido"

Isso agora há-de depender do barulho das luzes... :-D
Abraço.

RioD'oiro disse...

JS:

"barulho das luzes"

Carago, carago. Não esperava essa.

E relativamente ao sexo das luzes? Nada a vasculhar?

Joaquim Simões disse...

Rio d'Oiro:

Quem faz "engates de bar" é porque gosta de sexo "às escuras". Eu cá gosto de sexo às claras, a vista não empata os restantes sentidos. E sempre se evitam muitas cabeçadas.
Sexo das luzes já me cheira a filosofia maçónica e a Loja do século XVIII. E nisso, então, é que não me meto, mesmo que me ofereçam o lugar de Grão-Mestre. Não é por nada, é só pelo cheiro a bafio e de urina de rato em prédio pombalino. Tira a ponta toda.