quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Recordando o "Viver Como Se Não Houvesse Amanhã"



Foi há dois anos que Portugal e Espanha apresentaram candidatura conjunta à organização do campeonato mundial de futebol de 2018. Hoje, uns não se lembram, outros querem que se esqueça.

Há dois anos ainda vivíamos em festa e a programar mais festa com o dinheiro que nos emprestavam. Tudo como se não fosse preciso pagar depois, como se não fosse recomendável viver essencialmente daquilo que se produz, como se não houvesse “amanhã”.

Entretanto, o "amanhã" chegou: o país amarga e o homem de ontem foi para Paris estudar filosofia.

2 comentários:

José Gonsalo disse...

Está a insinuar que o homem não anda a estudá-la?

Paulo Porto disse...

@JG
Não, acho até que foi para lá ensiná-la