terça-feira, 29 de novembro de 2011

Um, dois, três comentários de Nicolau Saião...



... no Forum do DN:


1. BREIVIK NÃO IRÁ A JULGAMENTO. FOI CONSIDERADO INIMPUTÁVEL

Sejamos sensatos. E lúcidos. O problema é apenas este: o eticamente corrupto e politicamente correcto estado norueguês não vai levar o monstro a julgamento porque, no decorrer do mesmo, ficaria patente que a acção tresloucada deste homem é uma consequência da manipulação, do cinismo e do cripto-fascismo (na acepção cunhada por Umberto Eco) que aquela sociedade tem expandido por décadas.

Tal como as que também se pautam por aquele tipo de “trabalhismo”.

Não é pois por verdade científica mas por estratégia cínica, não por equilíbrio mas por manha, que os poderes noruegueses assim procedem. Ou seja: trocam a vida dos abatidos pela sua tranquilidade presuntiva.

Não me parece que a longo prazo o truque surta efeito!


2. Sindicato de chefes da PSP vai apresentar queixa crime contra os autores do ataque à sua página de Internet

Acho muito bem que efectuem queixa. E, paralelamente, que exerçam acção contra díscolos e bandidos, sejam eles privados ou membros do Poder.

Dito isto, é inegável que nos últimos tempos tem havido um esforço violento para denegrir a Polícia. E há que dizer: neste Portugal corrompido e desqualificado por um Sistema Judicial pervertido e hipócrita vendido aos poderes, só por acção desta corporação o país não entrou mesmo no abismo.

Claro que entre os agentes sérios e pundonorosos há ovelhas negras. Punam-se sem contemplação. Mas louve-se o polícia decente, cumpridor e que faz a diferença nesta pátria.

Os que tentam colar à PSP um labéu maldoso por vezes parecem-me ser partidários, sim, de totalitarismos que recusamos firmemente.


3. Juízes pedem aos deputados respeito pela Constituição

Quando ouço esta expressão "Associação Sindical dos Juízes Portugueses", uma sensação de vergonha me arrepanha o estômago. Não por mim, por nós, mas por eles. E já que eles claramente não a sentem, sinto-a eu. Presto com isso, creio, um serviço ao país, à nação, à Pátria.

Estes senhores, evidentemente, não a podem sentir. Não por velhacaria, mas porque estão cegos devido ao uso imoderado de um poder que se enrolou com os politicastros. Perderam a noção dos limites e vão, como dizia Churchill, perder a seguir também a honra.

Deviam nobremente manter-se num nível impoluto, para terem autoridade moral para castigar os que malbaratam ou subtilizam o erário público.

Assim, do povo, já só recebem desconfiança. O que é compreensível, convenhamos. Basta lerem-se opiniões avulsas nos jornais. Basta auscultar-se o simples transeunte.

Algo está muito mal no reino togado do pequeno país plantado à beira-mar…

18 comentários:

Amilcar Fernandes disse...

Mais um maluquinho a quer safar-se a justiça. Esta claro que quem defende estas ideologias breivnikianas só pode ser maluquinho. Ha tantos exemplos por ai. Mas cuidado o tiro pode sair ao lado e apanhar prisão perpetua num hospital psiquiatrico. Em vez da penalidade pelo crime apanha pela doença, ainda mais rigoroso. eh eh eh.

O-Lidador disse...

Nicolau Saião tem razão. Breivik é um terrorista que se assume como tal. E basta ler o seu livro para perceber que, mesmo que seja algo psicótico ( é), não é inimputável.

Pelo contrário, a sua acção é inteiramente sustentada em razões que ele fundamenta e acha serem importantes.

E queria ser julgado, isso é obvio, ele mesmo o diz no livro.

Quem não o quer julgar é a acusação do estado norueguês. Por 3 razões:

1. Breivik teria possibilidade de esgrimir os seus argumentos, que são bastante objectivos.
2. A pena seria limitada, porque lá, como cá, o limite juridico é "bondoso". Ser internado é uma condenação a prisão perpétua, sem julgamento.
3.O estado norueguês age exactamente como a URSS que considerava os dissidentes "doentes psiquiátricos" e os internava em clínicas e campos de reeducação.

Na verdade, Breivik usou os mesmos métodos e razões que os terroristas islâmicos. Mas estes são imputáveis e julgáveis. Ninguém os considera psicóticos e os interna.

A Noruega fica muito mal vista se não levar Breivik a julgamento. O estado não quer. Vamos ver se Breivik tinha razão e a justiça não é tão independente como se acredita.

Afonso disse...

"Na verdade, Breivik usou os mesmos métodos e razões que os terroristas islâmicos."

"Breivik teria possibilidade de esgrimir os seus argumentos, que são bastante objectivos."


Os mesmos metodos que propoem as extremistas europeus em relação aos islamicos.

Os racistas e xenofobos europeus
Ora ora deixe-se disso e va la defender o seu breviario.

Afonso disse...

“Breivik teria possibilidade de esgrimir os seus argumentos, que são bastante objectivos.”

Este homem é tão doido que acha que um estado de direito democratico tem medo de julgar alguém por matar 70 e tal pessoas (crimes de sangue) independentemente de ideologias e destruição de bens publicos. Porque o alegado homicida se pode escusar na sua ideologia, veja -se o raciocinio.

Ah que ponto nos levas o racismo e xenofobia.

RioD'oiro disse...

É mais um 'empurrar com a barriga' tão tipicamente de gente com receio de esgrimir argumentos.

Atira-se o caramelo a um Gulag, cria-se um mártir vivo (eterna esperança), dá-se sinal de fraqueza e, daqui por uns tempos, "ninguém" vai perceber porque não resultou.

Amilcar Fernandes disse...

Olha o riu, aproveita e vem meter-se na conversa dos outros. Já que na dele não se defende.

O toni pá, então tu achas que alguem com dois dedos de testa vai discutir argumentos daquele breviario,do noruuegues, so se for maluquinho como tu. E porque não então do mein kampf também com uns nazis, o toni pá tu não regulas bem da tola.

o toni pá, deixa la o clima ja estas apanhado, e fala dos agentes infiltrados. e de ministros mentirosos, mas tu ate gostas de mentiras não é verdade?
e explica ai a gente o que é armar aos cucos.



Será que aqui também censuras? a casa é toda tua?

Carmo da Rosa disse...

Afonso disse: ”Ah que ponto nos levas o racismo e xenofobia.”

Afonso, para a próxima vez escolha uma destas possibilidades: A que pontos nos levas, racismo e xenofobia ou A que ponto nos leva o racismo e a xenofobia.

Mas eu diria, a que ponto nos leva este raciocínio mentecapto! Ou seja, esta total falta de raciocínio: basta dizer que a afirmação do outro é racista ou xenófoba!

Argumentos? Vai no Batalha, isso dá muito trabalho, lá está, é preciso raciocinar…

Carmo da Rosa disse...

Amílcar Fernandes,

peço imensa desculpa por o ter esquecido, mas é evidente que o meu comentário também é válido para si - não acha?

Afonso disse...

Esta bem o rosa, estás a dar musica a quem? vens ca defender a tua dama também. Um racista e xenofobo como tu, é so procurar nos teus posts o teu odio a uma religião e cultura. És um extremista ideologico como o breivnik.

Se ainda não sabes é mais perigoso pode ser da doença. ja agora fica bem, estas mentalidades quanto mais longe melhor.

Amilcar Fernandes disse...

Oh o rosinha lembrou-se de mim que simpatia, sendo assim tenho que retribuir a simpatia.
Olhe trate-se, o diagnostico parece que ja foi feito la paraos lados da noruega. É necessario manter uma certa segurança e higiene mental. Os meus cumprimentos a familia e as melhoras sim.

Carmo da Rosa disse...

Afonso disse: ” é so procurar nos teus posts o teu odio a uma religião e cultura.”

É só procurar, o pior é encontrar! Realmente Afonso, o mais prático e fácil é apenas dizer…

Afonso disse: ” És um extremista ideologico como o breivnik..”

Talvez, mas gostaria de saber porquê…

Afonso disse: ” Se ainda não sabes é…...”

O último parágrafo foi realmente escrito com palavras em português, mas a ordem das palavras foi baralhada, por isso, peço imensa desculpa mas não entendo!

Carmo da Rosa disse...

Amilquinho, já é azar, esqueci-me de novo de si...

Não faz mal, aquilo que disse ao Afonso, volta a ser, grosso modo, válido para si.

Ainda não li UM, UM argumento que seja. Será que você, apesar do nick, é estrangeiro, e por essa razão desconhece o significado da palavra?

Afonso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Afonso disse...

Oh oh oh. Sem muito trabalho. Começou tudo nesta minha afirmação.

Um racista e xenofobo como tu, é so procurar nos teus posts o teu odio a uma religião e cultura.

citando

Rosa----É porque não conhecem o significado da palavra “xenofobia”, ou não conhecem o Wilders! O Wilders não fala em raças e nada tem contra portugueses, polacos, russos, chineses ou pretos – apenas contra O ISLÃO.

Ora, que eu saiba o Islão não é uma raça: é para alguns uma religião fantástica, única e cheia de paz e amor; para outros é uma religião com tendência para a violência mas com boas palavrinhas vai ao sítio; e ainda há outros que pensam que é uma ideologia fascizante e de conquista que é preciso combater antes que nos cortem o pescoço….


O Wilders faz parte dos últimos e eu também.

Rosa ---- O pensamento anti-islâmico já é uma grande coisa, mas o melhor é a gente não ficar pelo pensamento e começar mesmo a arregaçar as mangas...

Rosa ----Não disse isso! Nem a Europa está na lama! Portugal e a Grécia não são A Europa. Mas é verdade que o Islão, com todas as chatices que provoca, é um rombo no orçamento e sem eles sempre se poupava algum.

Rosa ---- Ele não falou em véu, mas utilizou um termo muito mais forte: KOPVODTAKS (imposto sobre trapos para pôr na cabeça). Mas não devia ter dito, porque isso custou-lhe votos no seio da malta da corda, que achou a expressão desnecessária e insultuosa. ‘Nobody is perfect!’ Mas a ideia de utilizar os €1000 per capita (coberta) para programas de emancipação acho genial. Não acha?


”…não é possível metê-los [muçulmanos] num barco com uma barrica de biscoito e mandá-los de torna-viagem à terrinha”

Rosa---É possível sim senhora, se os biscoitos forem halal claro…


”e o mal é começar, vão uns atrás dos outros.”


Rosa---Tá ver como é possível, o comer e coçar vai do começar…


Eis o raciocinio, tudo no mesmo saco. Uma religião, varios povos, uma cultura.

Eles, o homem rosa vive no medo constante de exterminio, são assim os extremistas deles e nossos infelizmente. Ver o odio no outro e generaliza-lo.

Outro resumo de um post em que troca ideias com outro comentador, ha montes de posts em que demonstra odio e racismo, e também demonstra a sua ignorancia burra da historia, onde exprime o seu racismo xenofobo mais subtil.

....na época Granada era a cidade mais evoluída do Mundo.

Rosa- Sim, do mundo muçulmano, mas há uns cabrões bairristas que afirmam: depois de Bagdad e de Damasco.

E muito do avanço dos países ibéricos em relação ao resto da Europa foi devido à herança árabe

Rosa- É verdade, ensinaram-nos a fazer chouriços sem carne de porco – no resto da Europa esta nova tecnologia halal ainda não era conhecida.

… os excessos muçulmanos não resultam da teologia muçulmana mas sim das normais perversões do poder...

Rosa- Creio que são o resultado de uma porrada de factores. Sem negligenciar as perversões de poder, muito habituais na zona, temos: a falta de ensino, falta de sexo, falta de espírito crítico, falta de democracia, falta de trabalho, petróleo e areia a mais, chuva a menos. E ainda por cima saiu-lhes na rifa o Islão como religião – é preciso ter azar!

Muito subtil

Passa bem . Tenho pena, lamento estes seres humanos isto é uma “doença” racismo xenofobia.

José Gonsalo disse...

Amílcar Fernandes:

"O toni pá, então tu achas que alguem com dois dedos de testa vai discutir argumentos daquele breviario,do noruuegues, so se for maluquinho como tu."

E consigo, Amílcar, que nem argumentos nem sequer duas frases devidamente ligadas ou mesmo correctamente escritas apresenta, acha que alguém é suficientemente maluco para se pôr a discutir consigo o que quer que seja?

Amilcar Fernandes disse...

"acha que alguém é suficientemente maluco para se pôr a discutir consigo o que quer que seja?"

Voce era por exemplo. Era so dar-lhe trela meu caro e tinhamos um cão de fila. Mas ja agora é so ver o que ligaram no julgamento do skin portugues a sua ideologia nazificada. divirta-se se puder.

Amilcar Fernandes disse...

Essa das frases desarmou-me, mas ja vi que por aqui o que conta são as frases. Irra para os nabiços, percebem a ideia mas desculpam-se com as frases. Ja desisti mesmo as frases são danadas.

Carmo da Rosa disse...

Afonso,

Como recompensa pelo seu trabalho de investigação, vou-lhe dedicar um post. Nem mais nem menos...