domingo, 11 de dezembro de 2011

Apocalipse: boas notícias

Kumi Naidoo, Greenpeace
De acordo com as palavras do cabecilha radical da Greenpeace, tudo correu bem:
“The grim news is that the blockers lead by the US have succeeded in inserting a vital get-out clause that could easily prevent the next big climate deal being legally binding. If that loophole is exploited it could be a disaster. And the deal is due to be implemented ‘from 2020′ leaving almost no room for increasing the depth of carbon cuts in this decade when scientists say we need emissions to peak,”

As deprimentes notícias são que os bloqueadores liderados pelos Estados Unidos obtiveram sucesso pela inserção de uma cláusula de escapatória que poderia facilmente evitar que o próximo acordo climático fosse obrigatório. Se a escapatória fosse explorada poderia ser um desastre. E o acordo, que é suposto ser implementado a partir de 2020, quase não deixa margem para aumento da profundidade aos cortes de carbono nesta década em que os cientistas dizem precisar que as emissões sejam limitadas.

O "poderia" não passa de subtileza para a manter a chama no coração dos pacóvios e da nossa pacóvia Ministra da Agricultura.

Para que se perceba quão disparatadas são as palavras da ministra ... "Greenpeace considera conferência de Durban um «fracasso»"

Sem comentários: