segunda-feira, 26 de março de 2012

As Doroteias versus as muçulmanas



 
Certas pessoas, ao querer à viva força ser simpáticas com outras gentes e culturas, não se importam de atropelar a verdade e os factos. A simpatia é uma coisa muito bonita mas eu acho que as mulheres deviam ser mais exigentes com estes conceitos. Eu diria mesmo, sobretudo as mulheres, porque são geralmente elas quem mais sofre. A diferença entre a religião católica e a muçulmana, no que diz respeito à liberdade da mulher, é, e sempre foi, abismal…

Os argumentos utilizados por Luna no seu blog contra os ‘simpáticos’ (as irmãs Doroteias não são obrigadas a usar véu), e por Just José (a proibição das mulheres conduzirem no Vaticano do Islão), são absolutamente válidos mas algo incipientes, e perdem-se nos muitos exemplos a favor da religião católica…

Em abono da verdade tenho que reconhecer que no artigo anterior Luna é bastante mais contundente, quando afirma: o facto de boa parte desta população [mulheres muçulmanas – cdr] usar maquilhagem super exagerada leva-me a crer que o uso do véu não se deve propriamente a uma opção pelo minimalismo e discrição, mas a uma obrigação que é contornada com outras formas de chamar a atenção, e de que maneira.  Precisamente. Na Mouche.

Mas o mais importante exemplo de liberdade individual que a Igreja Católica oferece e que é inexistente nos 1400 anos da história do Islão, continua a ser as várias viagens (‘aparições’ segundo a linguagem eclesiástica) que Nossa Senhora (completamente só) efectuou a vários países estrangeiros. Sem irmãos, marido ou pai a acompanhá-la, Nossa Senhora deslocou-se em 1858 a Lourdes, a Fátima em 1917 e por último, em 1981, à aldeia de Medjugorje na Bósnia-Herzegovina.

No Islão, seja qual for a época, é impensável que uma mulher jovem, ainda por cima casada, decida por livre vontade pegar nas malas e, sem dizer água vai, se lembre de APARECER em lugares inóspitos. Porque, vejamos as coisas como elas são, a Cova da Iria em 1917, não era o que é hoje, era apenas, como a palavra indica, uma cova… E em Lourdes, Nossa Senhora não foi vista no ‘lounge’ de algum hotel internacional, mas sim numa gruta dos Altos Pirenéus. Creio que é escusado acrescentar que em 1981 a Bósnia-Herzegovina tão pouco era o local ideal para uma mulher só…

Tenho a certeza que esta demonstração de audácia e iniciativa dada por Nossa Senhora, não seria acolhida no Islão com a veneração que lhe é dedicada no mundo cristão (A Fox News incluída). Seria provavelmente lapidada de volta a sua casa por desobediência, ou, caso tivesse mais sorte, obrigada a casar com algum tio 40 anos mais velho, passando a ser uma das suas quatro mulheres…

16 comentários:

umquarentao disse...

Só não vê quem não quer:
- os muçulmanos reprimem os Direitos das mulheres... com o objectivo de... alcançarem uma VANTAGEM COMPETITIVA DEMOGRÁFICA!...



ANEXO:
- UMA QUESTÃO A LEVANTAR:
O Direito de ter filhos em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas!
.
.
Ainda há parolos que acreditam em histórias da carochinha... mas há que ASSUMIR a realidade:
- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que possuem filhos.
- No entanto, para conseguirem sobreviver, muitas sociedades tiveram necessidade de mobilizar/motivar os machos mais fracos no sentido de eles se interessarem/lutarem pela preservação da sua Identidade!... De facto, analisando o Tabú-Sexo (nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) chegamos à conclusão de que o verdadeiro objectivo do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos sexualmente mais fracos; Ver http://tabusexo.blogspot.com/.
.
CONCLUINDO:
- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas é natural que sejam apenas os machos mais fortes a terem filhos, NO ENTANTO, as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir a sua História: não podem continuar a tratar os machos sexualmente mais fracos como sendo o caixote do lixo da sociedade!... Assim sendo, nestas sociedades deve ser possibilitada a existência de barrigas de aluguer {ÚTEROS ARTIFICIAIS – deve ser considerado uma Investigação Cientifica Prioritária!…} para que, nestas sociedades {a longo prazo} os machos (de boa saúde) rejeitados pelas fêmeas, possam ter filhos!
.
.
NOTA 1: Incompetência sexual não significa inutilidade... de facto, os machos mais fracos já mostraram o seu valor: as sociedades tecnologicamente mais evoluídas... são sociedades tradicionalmente monogâmicas!
.
.
NOTA 2: Hoje em dia, por um lado, muitas mulheres vão à procura de machos de maior competência sexual, nomeadamente, machos oriundos de sociedades tradicionalmente Poligâmicas: nestas sociedades apenas os machos mais fortes é que possuem filhos, logo, seleccionam e apuram a qualidade dos machos.
Por outro lado, hoje em dia muitos machos das sociedades tradicionalmente Monogâmicas vão à procura de fêmeas Economicamente Fragilizadas [mais dóceis] oriundas de outras sociedades...

R disse...

Este post está simplesmente brilhante. Nossa Senhora de Fátima emancipada, aparecedeira e viajadeira! xD LOL Adorei!

Luna disse...

:)

(estou tão cansada destas discussões que me parecem obvias, que já fechei o tasco)

Just José disse...

:)

Mãe, olha eu ali citado como combatente ateu! Ups, não olhes que és católica...

Só tenho a dizer que a senhora maria apareceu-me esta noite em sonhos e pediu-me para referir aqui que a única razão porque usou véu na aparição de Fátima foi a geada matinal por aquelas zonas. Estava constipada nesse dia. Não é fácil viver no céu com as tempestades e tal.

Streetwarrior disse...

Loladaaaaa
Só mesmo neste Blog.
A Virge Maria Viajadeira....uiiii

Carmo da Rosa disse...

umquarentao,

depois de ter lido o seu comentário, não resisti e fui ler o resto no seu blog: a sua argumentação é irrefutável, além do sublime humor...

Com alguns melhoramentos do ponto de vista estético temos um Pat Condell português em potência.

Carmo da Rosa disse...

Luna disse: ”…. me parecem obvias”

Parecem mas não são. É realmente cansativo ver o número de pessoas para quem estas coisas não são óbvias. E a batalha consiste precisamente em tornar estas coisas óbvias para o maior número possível de gente. A sua frase, que eu sublinhei a vermelho, é uma inteligente contribuição…

Carmo da Rosa disse...

Just José disse: ”…. a única razão porque usou véu na aparição de Fátima foi a geada matinal por aquelas zonas.”

Pertinente observação. Como pude esquecer este detalhe!

Carmo da Rosa disse...

Streetwarrior disse: ”…. A Virgem Maria Viajadeira....uiiii.”

Virgem! Depois de tanta viagem, não garanto…

O-Lidador disse...

Só para fazer de advogado do diabo, acho que por acaso o modo como o islão enquadra as mulheres, tem muito a ver com a cultura da antiguidade cristã.

Os árabes, ao conquistarem os povos à sua volta, incorporaram, naturalmente, muitas das suas atitudes relativamente ao sexo, à virtude, ao pecado, às mulheres.

Aquela malta tinha Xerazade, tinha as Mil e Uma Noites (onde é truca truca página sim, página não).

A cultura cristã e judaica dominante nos povos conquistados era austera.

O próprio Islão é uma adaptação/plágio mal enjorcado, de doutrinas judaicas e cristãs.

O problema é que, enquanto os cristãos se foram libertando da soturnidade religiosa, os muçulmanos carregaram nela.

A malta cristã nunca largou os bacanais, carnavais, festas do solstício, etc. As hierarquias religiosas tiveram que adaptar as festas para integrar esses velhos e bons hábitos de deboche.

Os muçulmanos népias. Copiaram o pior do judaísmo e do cristianismo e deram no que deram.

No fundo, beberam o veneno até ao fim.

Fusível Ativo disse...

Partindo do princípio que os santos existem, porque carga de água é que a Nossa Senhora ia querer aparecer num país em que não era aceite? Se Deus quisesse que houvesse uma intervenção divina nesta sociedade, mandava um homem.

É a mesma coisa que chamarem um talhante para ir dar uma palestra a vegetarianos. Obviamente que não ia resultar.

por isso não percebo os argumentos deste post. A única coisa que retiro é que, o senhor Deus, esse homem católico falocrático, até é inteligente.

O-Lidador disse...

"hoje em dia, por um lado, muitas mulheres vão à procura de machos de maior competência sexual"

Isso não é assim tão simples.
O que move homens e mulheres, a montante da racionalidade e dos rituais civilizados, é mto simples:

Fazer que os seus genes se transmitam à geração seguinte!

A estratégia puramente animal dos homens é pôr-se no maior nº possível de mulheres. A natureza deu-lhe biliões de hipóteses de reprodução.

A estratégia puramente animal da mulher é lograr o melhor macho possível, uma vez que as suas possibilidades de reprodução são bem menores (tem um nº finito de ovulações bem sucedidas) e por isso tem de escolher bem.

Assim sendo, a nível puramente animal o homem quer muitas mulheres e a mulher quer escolher um homem.

Depois entra a cultura. Um macho grande pode dar crias grandes e fortes. Mas isso não basta. A cria humana é dependente durante muito tempo. No "cálculo" (nada disto é racional, passa-se tudo abaixo desse limiar) da mulher entra pois a capacidade do macho para proteger e alimentar a ela e à cria.

O macho "bom" já não é apenas o forte e saudável, mas tb o esperto, capaz de evoluir num meio cultural e o que fica preso a ela por laços mais duráveis.

Enfim, resumindo, é por isto que os homens apreciam sobretudo os atributos puramente anatómicos e as mulheres se fascinam com o estatuto, o poder, isto, claro, sem deixar de sentir o apelo pelo macho forte e saudável.

Isto é o mecanismo. Depois a gente embrulha em palavras belas, etc.

umquarentao disse...

Carmo da Rosa,

obrigado pelas palavras de ânimo, é um sinal - espero eu - de que a mensagem vai passar...

Carmo da Rosa disse...

Fusível Ativo disse: ”….porque carga de água é que a Nossa Senhora ia querer aparecer num país em que não era aceite?”

Mas a Nossa Senhora foi aceite de braços abertos em todos os países onde apareceu! Eu disse que Ela foi acolhida com veneração no mundo cristão…

Fusível Ativo disse: ”Se Deus quisesse que houvesse uma intervenção divina nesta sociedade, mandava um homem.”

Deus mandou um homem e os homens crucificaram-no. A mulher (Nossa Senhora) decidiu ir de livre vontade e foi muito bem recebida… Conclusão, o melhor é Deus não mandar gente cá para baixo sem avisar.

Aposto que você estava a dormir nas aulas de catecismo….

Fusível Ativo disse...

Na religião contam mais os pontos de vista de cada um do que atenção. É por isso que causa tantos conflitos mundiais.

Carmo da Rosa disse...

Fusível,

quer você dizer do que DAR atenção [ao catecismo]?

Em caso positivo, acho que tem razão.