sábado, 24 de março de 2012

Coisas que fascinam

No Blasfémias:
Uma aparentemente corriqueira reunião de ministros dos negócios estrangeiros da UE aprova, sem que para tal exista base legal, mandato parlamentar e constitucional de nenhum dos seus membros, nem tal tipo de acção e objectivos esteja previsto nas «competências» da UE, a extensão de acções militares em território estrangeiro.

Portugal e outros países são envolvidos numa guerra sem ninguém ser consultado ou dar autorização.

Sem comentários: