sexta-feira, 6 de abril de 2012

Da "impossibilidade", segundo Mário Nogeira, de professores se poderem reformar

Como afirma Ramiro Marques (bold meu):
A suspensão do regime de aposentação antecipada, publicada em Diário da República, no dia 5 de abril, abrange apenas os trabalhadores que descontam para a segurança social, incluindo os funcionários públicos admitidos a partir de 1 de janeiro de 2005, quando os trabalhadores do Estado integraram o regime geral da segurança social

Os professores admitidos antes do dia 1 de janeiro de 2005 descontam para a Caixa Geral de Aposentações. Logo, não são abrangidos pela suspensão. Têm acesso à reforma antecipada.

Vejamos o estalinista Mário Nogueira, master do PCP, da FENPROF e da CGTPCP:




O "jornalista" Paulo Rolão confirma sem pestanejar.

Sem comentários: