terça-feira, 8 de maio de 2012

Medina Carreira avisa que Hollande não tem «muito equilíbrio»

2 comentários:

Eduardo F. disse...

Medina Carreira, só por educação, recorre a um eufemismo tão, digamos, suave.

Creio que o mais certo é Hollande conseguir de Merkel um documento escrito onde, de forma "firme", se "apele ao crescimento" para, de seguida, mandar às malvas a reforma aos 60 anos e restantes loucuras.

Carmo da Rosa disse...

"mandar às malvas a reforma aos 60 anos e restantes loucuras."

Precisamente. Mas nem sequer vai ser a Merkel a fazer este trabalho, creio que vão ser os mercados.