domingo, 16 de setembro de 2012

Só à força do Botas?



Comentário que deixei no Prof Blog:


FR:

"Uma tutela que não queira ser cúmplice manda fechar os cursos não vendáveis."

Lá vem outra vez o estado como solução. O estado-papá, o estado-mamã, o estado-social.

As pessoas que abram os olhos, olhem o mundo, assumam as suas responsabilidades e o seu próprio destino.

Mas, se bem pergunto, se nem milhares de professores, já encanunados, duplamente encanudados, foram capazes ou estiveram interessados em assumir as suas próprias responsabilidades e foram manifestar-se em ladainha de "oh tempo volta pr'a trás" reclamar pelo retorno de um passado que deu a bota que deu, haverá alguém capaz de lhes valer que não seja tão botas quanto eles foram? O Botas, talvez.

Sem comentários: