quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Um defunto governa a Venezuela



"A imprensa brasileira ficou calada diante do ato imperialista do PT de impor Hugo Chávez como governante, prescindindo a posse formal. Ninguém escreveu que foi um violência institucional apoiada desde fora, do Brasil. Possivelmente temos agora um defunto governante, ou será um governante defunto? A comédia e a tragédia andam de mãos dadas aqui. O ato imperialista do Brasil foi feito em nome do Foro de São Paulo, repetindo gestos como o de Zelaya em Honduras e o do Uruguai recentemente. Um perigo para a tradição diplomática brasileira"

1 comentário:

Lura do Grilo disse...

Dentro de algum tempo colocam o Chavez num expositor. Na URSS há um e na Coreia já são dois.