segunda-feira, 6 de maio de 2013

Os pais andam a estragar os filhos com facilidades?

No ProfBlog
A Confap queixa-se de que o MEC obriga as crianças de 10 anos a fazer exames de matemática e Português em escola diferente daquela que frequentaram durante o ano letivo. Para a confederação das associações de pais, tal coisa cria stress nas crianças, logo é negativo. A Confap também não gosta da ideia de colocar as crianças de 10 anos a fazer exames. Porquê? Porque os exames criam stress.

Com 10 anos de idade, fiz dois exames: uma prova de acesso aos liceus e outra de acesso às escolas técnicas. E fui fazer as provas a uma escola que distava mais de 20 km da escola primária que eu frequentava. Fui de autocarro na companhia de outros miúdos de 10 anos. Não me recordo se foi algum professor connosco. É possível que sim. Mas não vi pais.

Nesse tempo, os pais tinham níveis de habilitações literárias muito baixas mas sabiam mais do que os pais licenciados, mestres e doutores da atualidade sobre as vantagens de ensinar a coragem e a resiliência. Sabiam que a coragem e a resiliência são duas virtuders essenciais para se vencer na vida. E que se adquirem através da prática e do treino. Através dos hábitos.

Hoje em dia, os pais procuram afastar do caminho das crianças e jovens todos os obstáculos, criando neles a ilusão de que a vida é só facilidades, roubando-lhes a oportunidade de adquirirem hábitos de coragem e resiliência. Fazem dos filhos uns coitadinhos, prontos a desistir à primeira dificuldade, rapazes e raparigas impreparados para o Mundo, habituados a uma vida de facilidades que constrasta com a dureza e competição que os espera na vida adulta.

Não admira, por isso, que muitos deles se refugiem no escapismo das drogas e mostrem sintomas das mais variadas psicoses. A má educação que lhes foi prestada tem uma quota parte da responsabilidade nessas maleitas.

Sem comentários: