quarta-feira, 18 de março de 2015

Da "lista"-anzol

Se a lista é oficial, oficiosa, subreptícia ou de outro qualquer tipo qualquer, claro ficou que os kapangas "progressistas" da CGTP infiltrados no estado se entretinham a praticar tiro aos pombos que ocupam lugares importantes no governo e no estado para efeitos de manipulação política directa ou indirecta, às claras ou às escuras. Pelo menos 100 submarinos dedicavam-se a esta querubínica actividade.

Trata-se de mais um esquema de corrupção escalpelizado na comunicação social como se se tratasse do contrário. É apenas uma variante da máxima: "para defendermos os interesses dos passageiros vamos
massacrá-los obrigando-os a andar a pé".






Sem comentários: