quarta-feira, 13 de maio de 2015

Foro de S. Paulo, central da expansão mundial do comunismo bolivariano ... soma e segue


Tudo começou quando a polícia italiana via Interpol, "informou" o regime brasileiro que a Petrobrás estava a pagar às FARC a droga que ela exportava para a Europa e que as máfias da droga na Europa estavam a depositar na Europa o dinheiro da droga para ser usado ... por quem e em que?



Fica hoje a claro várias coisas.

1 - Cuba é o cérebro da operação bolivariana de re-implantação do comunismo.
2 - O Foro de S. Paulo o órgão onde se conluiam "políticas" bolivarianas
3 - A Venezuela e o Brasil foram extorquidos pelos respectivos gangs comunistas (Lula e Chavez/Maduro) para alimentar o projecto.
4 - Cuba é paga pelo serviço de assessoria ideológica pela construção de infra-estruturas a custas do Brasil.
5 - Na América Latina já variados países entraram na espiral de falta de papel higiénico ... coisa hoje irrelevante perante a escassez de alimentação.
6 - O gang do Foro de S. Paulo resolve exportar o projecto e ninguém melhor que países europeus em palpos de aranha resultantes das políticas marxistas de idiotas, naturalmente tontos, da internacional socialista apoiada nos disparates de Krugmann, Stiglitz e Keynes, este último utilizado fora do contexto da sua obra. A Grécia foi um bom alvo, Espanha idem, e em Portugal a derradeira esperança está aos ombros de António Costa, após militantes avanços perpetrados por Sócrates, zenital amigalhaço de Lula. A macacada do BE em 2011 acabou em espojas.
7 - Comprova-se a ligação entre o Foro de S. Paulo e Tsipras e Pablo Iglésias elevando os respectivos povos à condição de coisa militantemente tonta. António Costa embevece-se com a eleição de Tsipras.
8 - A cereja no bolo é colocada com Obama em dois vectores: remoção das barreiras a trocas comerciais entre os EUA a Cuba e a remoção de Cuba da lista de países que apoiam aquilo que Cuba nunca fez tão bem e tão intensamente - terrorismo.


Sem comentários: