sábado, 30 de agosto de 2014

"europa", o total falhanço

É altura de se perguntar o que deu certo nesta coisa de "projecto europeu" sempre sedento de "mais europa".

A economia? Não parece, encarando seja de que forma for.

A demografia? Não parece para além dos que prometem dizimar os aborígenes locais reclamando-se (para além do que lhes vier à mona) de mandamentos religiosos ou simplesmente por se tratar de desvios da natureza.

A multi-cultura? A que abriu fronteiras ao ponto se se espantar que os indígenas ficarão brevemente em minoria e ou desaparecerão por si ou serão dizimados por uma das pétalas do "multiculturalismo"?

A boa vizinhança? Não parece. Todos esperam que o vizinho do lado seja preferencialmente o primeiro a estoirar.

A "europa", como neste blog foi inúmeras vezes defendido pelas razões enumeradas, nunca deveria ter passado da CEE e os fundos estruturais e/ou dívida foram um veneno equivalente à maldição dos recursos.

Sem comentários: