quinta-feira, 19 de março de 2015

Como se faz da mentira profissão e se pretende sair em asas de querubim

Paulo Ralha vem hoje declarar que é de estado fascistóide que exista uma lista VIP nas finanças, sem nunca 'informar' se essa lista VIP bloqueava o acesso de inspectores aos dados dos VIP.

Depreende-se que, segundo o mesmo artista, não é fascistóide que centenas de inspectores estatais andem 'entretidos' a vasculhar as contas de alvos preferenciais.

Sem comentários: