sábado, 15 de fevereiro de 2014

No mímino, aparvalhamento.




Esta surpresa perante uma "estudante" que reclama o direito à humilhação parece-me requentada. Não são a maioria dos programas das TVs nacionais (e se calhar não só), de há muitos anos a esta parte, com particular acutilância na TVI, um exercício de humilhação em função de espectadores que assumem o papel de humilhadores pelo método do voyeur?

Salazar deve rebolar a rir-se na tumba. É a cidadania marxista.

Sem comentários: