sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Proposta de declaração panfletaria sobre "educação"

Parece que há, um pouco por toda a parte, encrencas com o começo das aulas porque alguns professores resolveram concorrer às autárquicas adquirindo, por esta via, a prerrogativa de ficarem dispensados de trabalhar.

À guisa dos habituais cabeçalhos panfletários, a comunicação social bem podia publicar ejaculantes parangonas tais como: "Aulas não começam porque professores preferem a política". Em versão hiper-panfletária: "Professores abandonam alunos por tacho na política".

Actualização: Eu não dizia?

Sem comentários: