terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Obama: um dos discípulos do investimento "virtuoso".

Obama pediu emprestado à China 250 milhões de dólares para investir como "estímulo" na fábrica de baterias para carros A123. 

A empresa gastou 100 milhões, faliu ainda antes de conseguir completar o investimento e os chineses compraram a empresa ao preço da chuva.

Obama ficou sem 100 milhões que terá que pagar aos chineses e os chineses ficaram com a fábrica a preço da uva mijona.

Sem comentários: