segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Do reino dos maoistas requentados

Trump começou a delinear aquilo a que o resto do mundo se terá que adaptar face ao futuro comportamento dos EUA e Durão Barroso ao ver cortadas as suas aspirações a um posto na ONU acusou o toque. Ninguém o mandou pensar que o resto do mundo o aceitaria ao comando dos palhaços.

domingo, 30 de agosto de 2015

A Europa é de fugir

Alberto Gonçalves:

"Quando um branco mata um negro, como às vezes acontece com alguns polícias excessivamente nervosos nos EUA, a sentença popular é imediata: trata-se, obviamente, de racismo. Quando, como aconteceu na quarta--feira, um negro mata dois brancos, filma os homicídios e despeja tudo no Twitter para efeitos de consagração, a coisa complica-se: o homem, para cúmulo, gay, era capaz de ser vítima de discriminação, o que legitima parcialmente o crime. O resto legitima-se com o direito de posse de armas, pelo que há que julgar a Constituição e prender o revólver."

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Trump a caminho de também aplicar uma chapadona à "europa" socialista

Os "especialistas" em economia andam em bolandas à procura de razões que expliquem a queda das bolsas na "europa", China, etc.

Talvez devessem ver esta entrevista.

Se tudo correr bem (se a "europa", a reboque dos EUA, resolver liberalizar a economia e demolir Bruxelas) , serão novamente os EUA a salvar a "europa" da indigência socialista. Mais uma vez, a velha "europa" a ser salva pelos EUA.


sábado, 1 de agosto de 2015

Controlo da Internet

Nunca o marxismo suportou ou suportará a liberdade na Internet. Nunca o marxismo deixou de se infiltrar mesmo em organizações mais aparentemente liberais para tentar controlar a Internet.

Em Portugal, por exemplo, é conhecida a actividade terrorista do PCP organizando "ONG"s no Facebook, publicando artigos da mais elevada qualidade em imbecilidade para, sendo contraditados, promover colectivamente (os elementos do gang-ONG) a participação à Facebook por se tratar de apelo ao ódio, etc, etc. O sistema do Facebook é automático e trata de dificultar o acesso aos atrevidos. Evidentemente que há software para manter o registo dos contactos directos de cada membro do Facebook e uma nova inscrição pode ser feita repondo o status-quo anterior.

É conhecida a aberrativa legislação anti-spam de Portugal e a igualmente imbecil legislação "europeia" para "informar o utente sobre a política de cookies". O segundo caso redundou no aparecimento de filtros que removem os avisos, cuja principal utilidade é de cariz absolutamente fascista por pretender apenas tornar omnipresente a "autoridade" de Bruxelas.

Regularmente, aflora a hipótese de se tornar impossível a comunicação cifrada:


quinta-feira, 2 de julho de 2015

O Mito do Socialismo Nórdico

Para os idiotas suspiradores pelo socialismo sueco:

"No início da década de 90, o modo tornou-se insustentável: a taxa de desemprego subiu para 14%, o défice situava-se nos 11% e a despesa pública situava-se nos 70% do PIB. A única forma de contornar a situação era ou tomar medidas reformistas ou endividar-se mais.

O primeiro ministro da época, Carl Bildt iniciou uma reforma liberal no país. Baixou impostos, reduziu as pensões e começou um programa de privatizações. Deixou que os privados tomassem conta da educação e da saúde e introduziu o cheque escolar e o cheque saúde. Reduziu também o IRS para 27%, dos mais baixos da União Europeia.

Sendo um país líder em serviços médicos, gasta mais ou menos o mesmo que Portugal 9,7% do PIB, e gerido por gente que cujo fim é fazer lucro.

Uma das perguntas de quem é contra o liberalismo é “E quem faz as estradas?”. Na Suécia dois terços das estradas são privadas. Graças à privatização de inúmeros sectores o desemprego baixou e situa-se abaixo dos 6%."

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Canhotos e canhotas unidos ... em infinitas píveas para rato

O projecto de Louçã nunca foi o BE mas infiltrar o PS com BEtinhos.

Conseguido o feito, resta aos cretinos das diversas excrescências indignácaras do BE fazer umas quantas pantominices para não só irem tentando arrecadar mais uns cobres à conta dos galináceos como ir conferindo sustentação aos implantes porcinos na quinta dos ratos.

sábado, 20 de junho de 2015

PS- Partido de traidores

Recordo algo que algures no passado já distante, saiu, salvo erro, no jornal O Independente.

Estaria o ido Professor Sousa Franco a jantar com uns amigos, referindo que determinado zote do PS era "um vendido aos espanhóis" e um jornalista que estrategicamente jantava numa mesa próximo transformou a observação num título a condizer.

O Professor defendeu-se dizendo que era uma boca folclórica proferida entre duas garfadas e outras tantas galhofadas e que o jornalista deveria ter percebido isso.

Pareceu-me, na altura, que Sousa Franco estaria de facto na galhofa. Pareceu-me mas a regular insistência com que idiotas do PS propõem a anexação de Portugal pela Espanha leva-me a pensar que Sousa Franco não brincava. O PS é um partido de traidores.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

"Europa" fascista

É assim que as coisas se passam na "europa" que, de acordo com a politicamente fascista Ana Gomes, daria "lições ao mundo" (onde ouvi eu já isto?):


Há algo para ser aprovado mas sem levantar ondas. Na agenda é colocado à votação se se discute ou não o que será mais tarde posto à votação. A 'assembleia', à revelia da sua função, decide-se pela não discussão. Uma boa mão cheia de deputados insurgem-se invocando o regulamento mas, como essa discordância não está na agenda, não pode ser discutida.

E, se bem pergunto, qual a posição do "liberal" PSD?

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Dos pensadores do país

Todo e qualquer político que tem "ideias" para o país o destrói. Todo e qualquer socialista tem "ideias para o país",

Nenhum país precisa de políticos com "ideias" para ele. Todos os povos conseguem, cada pessoa para seu lado, encontrar os caminhos que levam ao progresso. A função da política é reagir às dificuldades em que as pessoas tropeçam e retirar-lhes os calhaus do caminho. Os calhaus são desde há muito implantados por políticos com "ideias para o pais".

Nada mais fascista que ter "ideias para o país". Um fascista tem ideias e usa, desde há muito, a marreta legislativa para sob a capa de "regulação" aplicar calhaus a toda a iniciativa privada. Todo o marxista tem "ideias" para o estado, dono do país, aplicar.

De uma forma ou outra é a receita para a fome. No fascismo ela mantém-se larvar, no marxismo a fome é radical.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Dos apóstolos de um governo mundial esquerdalho-fascistoide



É para isto que desde há muito chamo a atenção. Sob a capa de luta contra a mundialização do comércio estes fascistas maoistas andaram a congeminar um governo mundial esquerdalho-fascistoide.

A luta contra o "aquecimento global" tem sido um excelente pé-de-cabra para que esquerdalhos indignácaros se tenham vindo a infiltrar por tudo quanto são estruturas governamentais e organizações internacionais, com a ONU à cabeça.

A "europa" é apenas um instrumento neste processo.