terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Um Tiro no Euro e nos Irascíveis Filhos-do-Socialismo Europeu

O fim do euro (tal como existe) foi hoje reconhecido como mais próximo por uma Comissária Europeia. Neelie Kroes (que só podia ser holandesa) diz que “ninguém morre” se a Grécia sair do euro.

Entretanto, com uma economia debilitada pelos desajustamentos resultantes da adesão à UE e com o país à beira da rotura financeira do Estado, é espantoso o que se está a passar na Grécia; os gregos não querem ver-se livres da UE, pelo contrário, eles querem ainda mais dinheiro da UE. Esta gente leva até às últimas consequências a sua condição de irascíveis filhos-do-socialismo europeu sob o lema: “os Estados mais ricos têm a obrigação e o dever de cuidar dos Estados mais pobres”. Também isto é "cidadania europeia"


Sem comentários: