segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

O delicadinho do 5º

A referência como "escurinho", de Arménio Carlos ao gajo do FMI, não teria qualquer importância não fosse a esquerdalha altamente sensível à acusação, aos outros, de "racismo".

Mas que é uma observação apaneleirada, é.


Leitura complementar:
Saramago - "Pois que a língua que falo é de outra raça."

Ary dos Santos - "Dïsse que pertencíamos a uma raça de homens livres e indomáveis, que livre e indomavelmente havia caminhado pelo Mundo, rasgando os sulcos de outras pátrias."


Nota:
A Constituição de Portugal é racista pelo simples facto de estabelecer não poder haver discriminação em função da raça, dando implicitamente de barato que a espécie humana é composta por raças.

Sem comentários: