sábado, 15 de junho de 2013

Seleccionadores, bons e maus

A escola estatal selecciona as crianças como nenhum colégio privado alguma vez o fez.

Vem de zona "problemática"? É de família "desestruturada"? É "preto"? Então aplica-se-lhe o direito dele aprender apenas metade para que possa vir a usufruir do direito ao sucesso.

As 3 hipóteses em conjunto são mortais. Chegará ao 9º ano sem saber ler, escrever ou contar pelos dedos.

Sem comentários: