domingo, 13 de novembro de 2011

Grande vitória das renováveis

A 23/10 o vento apertou e as 'nossas' eólicas geraram finalmente algo de palpável. O duplo azar é que essa energia foi cobrada, como sempre, com língua de palmo aos portugueses, mas oferecida aos espanhóis.

Sem comentários: