sexta-feira, 8 de junho de 2012

Há agora muitos mais filhos de pobres que vão competir com os seus filhotes pelos lugares nos melhores cursos.

Comentário de Rantanplan a este artigo de Ramiro Marques:

"Este despacho é muito bom. Uma forma perfeitamente clara de definir qualidade. É óbvio que a esquerda não gosta. Escolas pessimamente geridas vão ser humilhadas. É a vida. Tem de haver cultura de trabalho e rigor na escola pública que nos custa quase 8 mil milhões de euros/ano, só superados pelo orçamento da saúde e o orçamento do mega-ministério socialista Pagamento de Juros da Dívida Pública com 8,3 mil milhões de euros durante as próximas décadas. Depois dizem que a culpa é do Paulo Portas e dos seus submarinos de 1 mil milhões amortizados em 30 anos.

É uma oportunidade única de criar algumas dezenas de escolas de excelência onde a classe média e a classe média baixa podem colocar os seus filhos em paz, segurança e com a certeza que vão ser "espremidos" até à última gota de miolos. Naturalmente os políticos de esquerda que colocavam os filhotes nos colégios privados a pagar mais de 1000€/mês, apenas por razões de horário, claro, sentem agora o cu bem mais apertado. Há agora muitos mais filhos de pobres que vão competir com os seus filhotes pelos lugares nos melhores cursos. Temos pena.

Vão surgir escolas profundamente medíocres, enquistadas em parvoíces que não levam nem nunca levarão a lado nenhum. Em última análise devem fechar. O país agradece e a educação de qualidade também. O contribuinte ainda mais."