quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Acorrentados, certamente por razões "humanitárias"

No 31:
Durante os anos 90, por razões profissionais e na minha qualidade de membro da Comissão Nacional de Facilitação e Segurança do Transporte Aéreo (a chamada "FALSEC", integrando representantes da Força Aérea, PJ, GNR, SEF, PSP, etc) chegaram ao nosso conhecimento dois factos: de um avião da "Cubana" que escalava em trânsito o aeroporto da Portela, tinham fugido do Ilyushin dois cubanos que após saltarem a vedação do aeroporto tinham desaparecido na noite de Lisboa; foi-nos dito, embora informalmente, que os tais dois cubanos iam de regresso a Cuba na condição de presos por serem "perigosos deliquentes" - razão pela qual as autoridades policiais tinham de os encontrar e "devolver". Mas nessa altura nem os Cubanos tiveram a lata de invocar o "direito aéreo internacional", nem ninguém se lembrou de acusar o Governo por "deixar passar" presos pelos nossos aeroportos!

2 comentários:

LGF Lizard disse...

Já alguém informou a Ana Gomes?

vaiporele disse...

Caros amigos:
Embora em cima -demasiado em cima- da hora, venho convidar-vos, bem como a todos os habituais leitores deste blog, a visitarem-nos em

http://ocandidatocerto.blogspot.com/

e aderirem a este nosso movimento.
Bem-hajam.
Jaime Grand'Alma de Noireuil