terça-feira, 19 de abril de 2011

OS VERDADEIROS FINLANDESES



Os eurocépticos têm cada vez mais razão e são cada vez mais numerosos. E os nababos do Parlamento Europeu, a começar por Durão Barroso e pelo belga Van Rompuy, continuam, como se nada fosse, a chatear a Europa inteira com leis absurdas e picuinhas, demonstrando uma arrogância repugnante…

Ontem, na Finlândia, o partido mais eurocéptico (Os Verdadeiros Finlandeses) viu a sua representação no parlamento finlandês aumentar cinco vezes e passou a ser o terceiro partido do país. O seu líder, Timo Soini, afirmou que “não cabe ao contribuinte finlandês pagar a má gestão económica de outros países membros” (não mencionou nomes mas toda a gente sabe de quem se trata). “Não sou antieuropeu, mas sou contra a política federativa levada a cabo ultimamente pela UE”, acrescentou Timo Soini.

Sobre este assunto li no blogue holandês DDS este comentário muito giro:

Temos que abandonar o mais depressa possível a UE e, com os finlandeses, dinamarqueses, suíços, austríacos, alemães, flamengos, checos, polacos e países bálticos, criar de novo a liga hanseática com uma moeda única: o Hanse. Mais tarde poderiam eventualmente juntar-se a Islândia, a Irlanda, possivelmente a Noruega (se disserem adeus às ideias multiculturalistas). Para suecos e ingleses as fronteiras fechadas: estes dois países já não têm remédio. Seguidamente, continuação de fronteiras fechadas e desenvolver uma política activa de reemigração.

Se um país virar as costas à Europa, o resto segue automaticamente. Esperemos que em breve a Espanha entre em crise, porque isso pura e simplesmente não vamos poder pagar.

A corrupta elite que nos enfiou a UE pela goela abaixo será processada por uma nova geração de magistrados que ainda não foi contaminada pelo vírus do auto-ódio.

6 comentários:

RioD'oiro disse...

O truque é deixar ficar na "europa" a malta que dá raia. O euro fica com os bagunços para servir a solidariedade e o multiculturalismo.

Boa. Vou nessa.

Há bilhetes para Marte?

Paulo Porto disse...

Bem, CDR, isto eh um post do arrebenta. Nem eu era capaz de escrever coisas desta. E com esta clareza, menos ainda.

Carmo da Rosa disse...

Paulo Porto: "Nem eu era capaz de escrever coisas destas"

Nem eu, limitei-me a citar gente tão eurocéptica como os meus colegas de redacção. Estamos na Páscoa...:-)

sergio disse...

Concordo com a posição tomada pelo Partido dos Verdadeiros Finlandeses!
Reparem no número de pessoas que recebem o Rendimento Social de Inserção,a maioria são Africanos e outros imigrantes.Estes é que estão a deitar a baixo a nossa Segurança Social...
Dêm uma espreitadela à Segurança Social de Sintra e depois acabarão por dar-me razão...

LGF Lizard disse...

E nisto tudo, como fica Portugal? Na bancarrota?

O povo português não deveria ter acreditado naqueles que diziam que seriam os outros europeus, por "solidariedade" que nos iriam sustentar. Destruíram a indústria, a agricultura, as pescas, enfim, todo o aparelho produtivo.

Agora, agarrem-se ao pau.

Carmo da Rosa disse...

Sérgio disse: "Estes é que estão a deitar a baixo a nossa Segurança Social..."

Como consolação:

Não há muito tempo o instituto de pesquisa Nyfer calculou -- a pedido do partido de Wilders. De notar que muitos institutos se recusaram a fazer este cálculo! -- que os imigrantes não-ocidentais custam 7,2 biliões de euros por ano ao Estado holandês. Isto é mesmo muita guita…

LGF Lizard disse: "O povo português não deveria ter acreditado… "

Almas crentes povo rude. E ainda nos gabámos disto em fado menor! E o mais grave é que até eu gosto – do fado claro…