domingo, 5 de junho de 2011

Farro acampados-V - a horta dos ganzas

O grupo de Permacultura, já tem email próprio pmacampada@gmail.com e estão à procura de sitio em Lisboa para iniciar uma horta.

Os ganzas já pariram mais um bicho burocrático: querem um local, em Lisboa, para iniciar uma "horta".

A ordem de trabalhos das 1560 reuniões que se seguirão para dar corpo à coisa incluirá:
1 - Exigir que o estado "dinamize" uma "cooperativa" público-privada capitaneada pelos ultra-neo-cavadores.
2 - Que o estado ceda um local não longe de uma paragem de metro. Aos desempregados a que os ultra-neo-cavadores tencionam dar trabalho não será atribuído qualquer subsidio de estacionamento.
3 - Exigir do governo que ordene às forças de segurança que nunca por lá passem por forma a propiciarem total liberdade no que toca às alter-espécies a plantar.
4 - Exigir que o estado que legisle no sentido de obrigar as celuloses a "cederem" papel para mortalhas que permitam enrolar os ch..... .
5 - Exigir que haja legislação que obrigue a auto-europa a fornecer canudos de metal para serem enchidos com sub-produtos "cultivados" na horta.
6- Exigir do estado que financie adubos "naturais" ou feitos a partir de "substancias químicas naturais".
7 - Exigir que o estado mova influências no sentido de ser destacada uma força da ONU destinada a garantir a segurança do local. Essa força não pode ser composta por países que tenham entrado em guerras nos últimos 1500 anos excepto se forem regidos por "democracias" de clérigos muçulmanos coladas ao território de Israel.
8 - Germinar essa zona da cidade com Gaza (não confundir com ganza).
9 - Exigir que o estado assegure corredores de acesso ao aeroporto e porto de Lisboa de forma a permitir, sem arrelias, a exportação dos tais canudos para Gaza. Nessas vias apenas se poderá circular com barba ou de burka.

Sem comentários: