quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Afonso e o racismo...


Caro Afonso,

fantástico, desta vez pelo menos deu-se ao trabalho de recolher algumas frases que eu escrevi para destilar argumentos. É melhor do que nada, mas continua a ser muito pouco, como já vamos ver….

Encontrou esta minha frase: Wilders não fala em raças e nada tem contra portugueses, polacos, russos, chineses ou pretos – apenas contra O ISLÃO. E isto quer dizer que sou racista? Passo a vida a repetir-me, mas que seja pelas alminhas e um pouco pela pátria…

Mas desde quando é que ser contra o Islão é ser racista? Eu, Wilders ou Ibn Warrak! Será que eu já era racista – em relação a portugueses -  quando agia contra o Salazarismo? Será que mais tarde voltei a ser racista, mas agora em relação aos russos e chineses, por ser contra a ditadura do proletariado? Será o poeta Guerra Junqueiro racista, por ter escrito A Velhice do Padre Eterno e Eça o Crime do Padre Amaro?

A mesma lógica absurda em relação às outras frases!

O que há de racismo em dizer que há muçulmanos (cabrões bairristas) que afirmam que Bagdad e Damasco eram, há 1000 anos atrás, superiores a Granada? E os tripeiros que dizem que o Porto é uma nação! Também são racistas? E as mulheres que recusam usar o véu islâmico, também são racistas?

Mas eu lembro-me de ter realmente escrito um post muito giro sobre raças em Janeiro de 2008, que você não viu, e arremato o post com este conselho:

Portugal, que do ponto de vista desportivo, bem ao contrário de África, não tem grande coisa a perder, uma alteração da constituição da raça seria mesmo muito bem vinda. E aproveito já para fazer um apelo às mulheres portuguesas para se deixarem de merdas e, em vez de passar o tempo a ver telenovelas imbecis ou a levar os meninos de carro à escola, podiam mas'é dar umas quecas com indivíduos de cor. De preferência belos exemplares do tipo Francis Obikwelu. Gozavam que nem umas pretas e mais rapidamente as diferenças de raças se dissipariam. Uma excelente contribuição para o rejuvenescimento e para o imprescindível crescimento demográfico da nação. Por outro lado, acabava-se a diversidade, o racismo, as escolas exclusivas, fortificava-se ao mesmo tempo a raça, e daqui por uns anos ainda ganhávamos umas medalhitas nos jogos olímpicos.

E, como quem aconselha amigo é, o conselho é também válido para si, ou para a sua mulher ou namorada, caso tenha uma… E se não gostar deste conselho que eu lhe dou de graça, pode dizê-lo à vontade que eu não vou acusá-lo de racismo. A sua mulher ou namorada talvez, mas isso já não é culpa minha…

Na minha opinião estes mal-entendidos têm a sua origem em três factores: má-fé, preguiça para argumentar e a iliteracia de que fala a nossa linguista Sandra Fisher-Martins nesta conferência:

Diz ela, entre outras coisas, que: 10% dos portugueses não sabe ler nem escrever. 50% consegue juntar as letras mas não consegue perceber o que lê. 30% é o número de pessoas que se não tiver que ler nada de novo, de muito diferente, se safa no dia-a-dia. Mas se forem obrigados a ler um manual de uma nova máquina onde vão ter que trabalhar, já não conseguem. Só 5% da população consegue lidar com documentos ou textos mais complexos…

Você, caro Afonso, tenho muita pena mas não faz parte dos 5%.

37 comentários:

Afonso disse...

Carmo, o xenobo racista que não sabia que o era.

Olha-me para este racista xenofobo que ainda não se mirou ao espelho. E pensa no racismo a preto e branco ou entre raças genero hitler. E procura ate dizer que era humor o que escreeveu algumas frases para destilar argumentos diz ele, como aquleaws conversas acanalhadas, “eu disse isso mas era a brincar”. é precisamente isso que os xenofobos racistas como voce fazem, ninguém inventou nada, foi voce que escreveu em confronto com outros comentadores ao defender a sua ideologia.

"Mas desde quando é que ser contra o Islão é ser racista?"


É ignorante quanto baste. E depois quer argumentos dos outros. Ja lhe dei mais que muitos só citando-o, o que vou continuar a fazer.

Se pensa que eu vou discutir com quem não tem as noções basicas do que lhe dizem, ou que vou continuar a discutir com um xenofobo racista esta muito enganado Eu disse que o senhor tinha odio a uma religião e uma cultura, por isso evitei falar em racismo abertamente porque pressupus que voce fizesse a confusão mental que de facto faz acerca destes assuntos. Uma religião e cultura embora abstrata em teoria não é abstrata na pratica, pois so vive das pessoas que concretamente a praticam e lhe dão vida a essa teoria, como ri a missa ou a mesquita ou a sinagoga, logo o senhor tem odio a essas pessoas, mas só a umas dessas pessoas (ou a uma religião) que a praticam, é um silogismo que o senhor nem sabe equacionar. A xenofobia para além do seu significado é confundida com o racismo por muita gente que pensa que por isso não é racista por ter odio so a religião dizem estes racistas primarios. Apesar de serem semelhantes, o xenofobismo manifesta-se pelo medo ao desconhecido, Estes dois conceitos podem estar ligados racismo e xenofobia, xenofobia é o medo que as pessoas têm ao que lhes é diferente, é uma forma de preconceito,tanto o racismo, como o xenofobismo estão presentes entre religiões e como as religiões foram criadas por homens, então tanto o racismo como a xenofobia estão presentes entre os homens. Vê-se muitos casos nos dias de hoje de racismo a religiões que não a nossa, como voce por exemplo é só le-lo e a cada frase salta o odio a uma religião e cultura especifica. Você é um xenofobo racista,

Afonso disse...

A xenofobia pode causar aversões que levam a preconceitos a nível racial medo a certas raças que são diferentes, ciganos, negros, brancos e também a culturas diferentes das nossas ,Casos particulares, como a expulsão de estrangeiros de certos países como voce advoga ora reveja-se neste dialogo com outro comentador:

”…não é possível metê-los [muçulmanos] num barco com uma barrica de biscoito e mandá-los de torna-viagem à terrinha”

Rosa---É possível sim senhora, se os biscoitos forem halal claro…


”e o mal é começar, vão uns atrás dos outros.”


Rosa---Tá ver como é possível, o comer e coçar vai do começar…

O senhor é um racista primario, o senhor é um “doente”. O senhor é um racista xenofobo de primeira como o wilders e como breivnik alias é curioso que partilhe ideologias que estão a contas com a justiça. Pediu-me que lhe mostrassse porque era como eles, interpelando-me

"Afonso disse: ” És um extremista ideologico como o breivnik..”

Talvez, mas gostaria de saber porquê…

Ai tem a resposta. "

Pode tentar sacudir a agua do capote, só os ignorantes acreditarão em si, depois de o ler, confrontei-o com uma pequena parte dos seus escritos linha por linha onde expoe o seu odio a uma religião e cultura. O senhor é um doente.

Xenofobia como doença
“Em senso mais restrito, xenofobia é o medo excessivo e descontrolado do desconhecido Neste sentido, é uma doença e insere-se no grupo das perturbações fóbicas,”

“Para o tratamento da xenofobia são normalmente utilizados os métodos da terapia comportamental. O princípio desta terapia no que concerne às fobias, é o da exposição ao objecto ou situação fóbica. No caso particular da xenofobia, será a exposição do doente a situações estranhas que ativam sua fobia. Assim sendo, o sujeito vai descobrir que tal situação aterrorizadora, não representa qualquer perigo ou ameaça como ele imaginava”

Trate-se.

O-Lidador disse...

"Uma religião e cultura embora abstrata em teoria não é abstrata na pratica, pois so vive das pessoas que concretamente a praticam e lhe dão vida a essa teoria"

O Afonso está a sugerir que ter aversão a, por exemplo, o nazismo, ou o fascismo, ou o comunismo, ou o Islão, teorias abstractas que vivem das pessoas que dão vida a essas teorias, é racismo e xenofobia?

E, já agora, ter aversão ao racismo e à xenofobia, teorias abstractas que vivem das pessoas que dão vida a essas teorias, não será tb racismo e xenofobia.

É que, Afonso, pela sua definição, toda a crítica é racismo e xenofobia, o que faz de si, um racista e um xenófobo.


Não seria melhor usar esses conceitos na sua acepção correcta, em vez de os usar como insultos ad hominem?

É que o Afonso, ao insultar com a raiva com que o faz, está a ser muitissimo racista e muitissimo xenófobo.

O-Lidador disse...

"que levam a preconceitos"

E não têm as pessoas direito a ter preconceitos?
Não tem você direito a ter preconceitos?
Não tem você preconceitos?
Já reparou que a sua escrita raivosa e odienta está repleta de preconceitos para com aqueles que vê como inimigos?

Repare, se ao dar uma corrida um bosque, deparar com 8 javalis, como me aconteceu ontem a mim, não reage com o preconceito de que eles o podem atacar?
Aquilo que o leva a trepar à árvore mais próxima, não é o preconceito de que os javalis atacam e são perigosos?

Claro que estes, em concreto, até podem estar a fugir, mas isso pouco lhe importa, no momento inicial. Primeiro age segundo o preconceito e coloca-se a salvo. E depois, bem instalado num ramo, já pode clamar contra os preconceitos.

A não ser que, claro, tenha preconceitos contra os preconceitos.
O que o torna duplamente preconceituoso.

RioD'oiro disse...

Num saltinho aos meus registos constato que este Afonso já foi:

http://www.blogger.com/profile/15491385662541781287 Citador

http://www.blogger.com/profile/01473196719846385914 Anónimo, Wikileaks, Citador

http://www.blogger.com/profile/14244428774877613376 Wikileaks

http://www.blogger.com/profile/14444447751556456624 Anónimo1

http://www.blogger.com/profile/08888821817038022726 Wikileaks

http://www.blogger.com/profile/04644584993527127569 Anonimo

http://www.blogger.com/profile/03488706551174628274 Carlos

RioD'oiro disse...

Mais completa:

http://www.blogger.com/profile/15491385662541781287 - Citador
http://www.blogger.com/profile/01473196719846385914 - Anónimo, Wikileaks, Citador
http://www.blogger.com/profile/14244428774877613376 - Wikileaks
http://www.blogger.com/profile/14444447751556456624 - Anónimo1
http://www.blogger.com/profile/08888821817038022726 - Wikileaks
http://www.blogger.com/profile/04644584993527127569 - Anonimo, RDoiro
http://www.blogger.com/profile/03488706551174628274 - Carloss
http://www.blogger.com/profile/12206360462811787232 - Anónimo
http://www.blogger.com/profile/13173348751912783221 - Anonimo, Chico da Tasca
http://www.blogger.com/profile/17522314109122073028 - Anonimo, RioD'oiro
http://www.blogger.com/profile/13409200214700490967 - Anonimo, Calhordas
http://www.blogger.com/profile/07141517086372303204 - Luís
http://www.blogger.com/profile/13579048271031144974 - Joaquim, RDoiro
http://www.blogger.com/profile/15081844311653658640 - Amilcar Fernandes
http://www.blogger.com/profile/14427154552856151103 - Manuel, Ricardo
http://www.blogger.com/profile/11695627285719344995 - Alberto Carlos, RDoiro

Afonso disse...

“O Afonso está a sugerir que ter aversão a, por exemplo, o nazismo, ou o fascismo, ou o comunismo, ou o Islão, teorias abstractas que vivem das pessoas que dão vida a essas teorias, é racismo e xenofobia?”

“Não seria melhor usar esses conceitos na sua acepção correcta, em vez de os usar como insultos ad hominem?”

Na sua acepção correcta? Ok.

Definições

nome feminino

antipatia ou aversão pelas pessoas ou coisas estrangeiras
(De xeno-+-fobia)

“A Xenofobia é um medo, uma fobia ou uma aversão excessiva, descontrolada e desmedida em relação a pessoas estranhas, raças ou culturas com as quais nós habitualmente não contactamos. Este medo é uma resposta normal ao perigo ou ameaça. A intensidade dessa resposta varia de acordo com as diferentes situações e as diferentes pessoas. Este problema psiquiátrico insere-se no grupo das perturbações fóbicas e, dentro deste grupo, é considerada provocada pela exposição a uma situação ou objecto temido, que frequentemente conduz a um comportamento de evitamento.”

“A xenofobia pode ter como alvo não apenas pessoas de outros países, mas de outras culturas, subculturas ou sistemas de crenças. O medo do desconhecido pode ser mascarado no indivíduo como aversão ou ódio, gerando preconceitos.”

“E não têm as pessoas direito a ter preconceitos?
Não tem você direito a ter preconceitos?
Não tem você preconceitos?”

Se as pessoas tem direito a ter preconceitos? ora essa, então não tem, tem sim senhor, por isso é que em certos casos esses preconceitos são classificados de racismo e xenofobismo, não fui eu que os cataloguei, mas depois essas pessoas tem direito a ser chamadas de racista e xenofobas voce tem direito aos preconceitos eu tenho direito a chamar-lhe racista e xenofobo sem insultos ada hominen ora essa. Mas eu não tenho estes preconceitos racistas e xenofobos.

Insultos ad hominem? ora essa, só peguei em frases e coloquei perante a acepção correcta, aquilo que alguém escreveu e chama-se a isso xenofobia e racismo a uma cultura e religião islão especificamente praticada por muitos povos, mas que toda a gente identifica logo com arabes.

O senhor e igual ao rosa, basta uma pequena leitura pelos seus posts para o comprovar. O nazismo ,o fascismo, o comunismo, são teorias politicas e combatem-se no ambito politico como teorias politicas, podem ser isso de facto racismo e xenofobia se extravasarem o campo da filosofia e combate politico, se forem teorias politicas que tem por fim ou um dos fins aversão a uma raça ou religião. O nazismo e os judeus (racismo, ou o comunismo e religiões catolica por exemplo) ou o islão como vocês fazem. Esta é a vossa visão, de facto racista e xenofoba. O islão é uma religião . O Vosso problema é que procuram fazer e identificar o islao a partir do uso e da violencia que lhe dão os extremistas do lado de lá, tal como os do lado de cá. O senhor é igual ao rosa.

Tratem-se e entretenham-se.

Carmo da Rosa disse...

Caros Afonso, Carlos, Anónimo, Anónimo 1, Wikileaks, Chico da Tasca, Calhordas, Citador, Manuel Ricardo, Luis e .......... Amílcar Fernandes!

Não há ponta por onde se lhe pegue, você(ces) são mesmo muito burro(s) e continuam a não dizer coisa com coisa – todos sem excepção! Mas como já percebi que esta malta adora definições, lá vai mais uma:

Burro: Mamífero da família dos equídeos menor que o cavalo, doméstico, muito utilizado nos serviços de carga; jumento; asno; indivíduo estúpido ou teimoso; jogo de cartas.

Que fique claro, vocês não são um jogo de cartas...

Afonso disse...

Sim rosinha podes por ai os nomes todos que tu quiseres.

A verdade verdadinha é que és um verdadeiro xenofobo e racista tal como o lidador vai te desculpando com o nevoeiro.

O-Lidador disse...

"O islão é uma religião . O Vosso problema é que procuram fazer e identificar o islao a partir do uso e da violencia que lhe dão os extremistas "

Não.
A análise é textual, resulta da leitura dos textos islâmicos que são, para TODOS os muçulmanos, LEI.
Resulta da exegese predominante dos textos, segundo os mais conhecidos e respeitados exegetas do Islão.
Resulta do registo histórico, facilmente comprovável em qq biblioteca séria
E resulta tb, obviamente, do uso conforme que se faz dessa LEI.

Por exemplo, ainda esta semana, a Comissária dos Direitos Humanos da ONU, Navi Pilay, em visita às Maldivas, criticou a pena de flagelação aplicada às mulheres "adúlteras" e o facto de a lei das Maldivas exigir que para se ser cidadão tenha de se ser muçulmano.

O governo das Maldivas foi rápido a responder que é a lei do país e que essa lei vem directamente do Corão, logo não é possível criticá-la e mudá-la.

Será a sra Pilay, xenófoba e racista?
Será o Islão apenas "uma religião"?
Será o governo das Maldivas "extremista"?
Serei você, se concordar com a Srª Pilay, xenófobo e racista?

Gostaria que respondesse e comentasse esta caso concreto.

Carmo da Rosa disse...

Meu caro coleccionador de heterónimos, você além de burro é infantil...

RioD'oiro disse...

Acabo de confirmar que o mesmo idiota assina igualmente como "Tóxico".

http://www.blogger.com/profile/13173348751912783221 - Anonimo, Chico da Tasca, Tóxico

Sempre que perde um debate, coisa que acontece SEMPRE, muda de nick e volta, qual pombinha, para por nova via voltar a tentar e volta a PEDER.

Quando se sente atrapalhado usurpa o nick do oponente para tentar dar razão a si próprio.

Afonso disse...

"O islão é uma religião”

Correcto é indesmentivel disse e mantenho. Mas para além de uma religião é um modo de vida também mesclado, foi assim com todas as religiões antes de se atingir a laicidade, no passado tinham leis contrarias aos direitos humanos como os analisamos actualmente. No islão tem essas leis a par de leis civis. Há estados onde predominam mais as leis religiosas do que noutros. É correcto que o islão tem muitas praticas contrarias aos direitos humanos, porque praticas antigas plasmadas em livros sagrados e quase “dogmas”. É um problema para o qual se tem que alertar no respeito pelos direitos humanos. Esta é uma vertente pedagogica cultural louvavel. Outra vertente são a dos fundamentalistas e racistas xenofobos (como voces que promovem essa aversão nesta base com escritos inflamatorios e que veem a invasão do islão por todos os lados a moda do brivnik, e por curiosidade para remedirar o caso mata os seus concidadãos.

Tenha paciencia, ja conheço a ladainha.

O-Lidador disse...

"É correcto que o islão tem muitas praticas contrarias aos direitos humanos, porque praticas antigas plasmadas em livros sagrados e quase “dogmas"

Repare como, nas suas próprias palavras, está a ser xenófobo e racista, ao criticar um sistema de ideias de fora ( xeno).
E fá-lo a partir das suas, o que revela um inacreditável etnocentrismo. No fundo, você acha que as suas ideias são mais avançadas que essas do Islão.

Quod erat demonstrandum, você é, segundo os conceitos que usa, inapelavelmente xenófobo e racista.

A não ser que considere que só você pode criticar outros sistemas de ideias, sem que se lhe aplique a classificação que se apressa a prodigalizar aos outrops.

De qq forma registo que considera o Islão, merecedor de crítica.

É uma novidade.

E que diz do facto de o Islão, os tais textos dogmáticos, serem a fonte suprema da LEI, na generalidade dos países muçulmanos?

Conhece algum outro país onde os textos sagrados sejam LEI?

E que conclusões tira desse conhecimento?

Afonso disse...

Eu disse uma vez num comentario consigo noutro post que não perdia um minuto com alguém que é racista e xenofobo.

por isso vou só esclarece-lo porque parece que não percebe

"Conhece algum outro país onde os textos sagrados sejam LEI?"

Os textos sagrados não são lei, sao fonte de lei em que ha quem veja comparações por exemplo com o common law nomeadamente a metodologia dos precedentes legais e em que a aplicação da lei lei islâmica funciona por analogia e é semelhante ao do sistema legal utilizado nos países anglo-saxônicos, nos dois sistemas, ambas não são leis escritas, e as soluções no direito islâmico são procuradas nos ensinamentos dos juristas onde ha quem diga que o direito islâmico é uma legislação de advogados, e a lei dos paises anglo saxonicos é uma legislação de juízes.

Voce não sabe do que fala, mas fala.

"Repare como, nas suas próprias palavras, está a ser xenófobo e racista, ao criticar um sistema de ideias de fora"

Perceba homem perceba.

O direitos humanos são qualquer coisa que devia ser imanente, intrinseco, genetico ao ser humano e como tal respeitado por todos. Uma especie de decalogo moisaico.

Se ha culturas que ainda não evoluiram culturalmente neste sentido, também é verdade que ha homens que se mantem ao mesmo nivel. Você.

O-Lidador disse...

"Eu disse uma vez num comentario consigo noutro post que não perdia um minuto com alguém que é racista e xenofobo."

Faz bem. Uma vez que está a perder mais de um minuto, isso basta para concluir que não me considera tal. E ainda bem.
Mas convinha que perdesse mais de um minuto consigo próprio.


"Os textos sagrados não são lei, sao fonte de lei"

O Corão é LEI. É a lei suprema. Está para os sistemas legais dos países muçulmanos, como a Constituição está para o nosso.

" semelhante ao do sistema legal utilizado nos países anglo-saxônicos"

Exactamente ao contrário. O sistema anglo-saxónico baseia-se na jurisprudência de casos concretos. O direito romano, numa lei geral e abstracta ( Constituição, por exemplo) e no Islão, na Lei divina ( O Corão, e a Suna)




"Os direitos humanos são qualquer coisa que devia ser imanente, intrinseco, genetico ao ser humano e como tal respeitado por todos."

E são. Na nossa civilização. Mas não na islâmica ou noutras.
Estamos a ser "xenófobos e racistas" a constatar os factos?

E vejo que o meu caro amigo considera os valores da sua cultura mais avançados e evoluídos.

Eu tb, mas uma vez que eu sou "racista e xenófobo", como o classificaremos a si?

Carmo da Rosa disse...

Lidador disse: "Eu tb, mas uma vez que eu sou "racista e xenófobo", como o classificaremos a si?"

Patarata, pedante e racista...

Azrael disse...

Este afonso é um completo imbecil.

Um post gasto com ele só se justifica pelo link para a excepcional apresentação da Sandra Fisher-Martins à qual eu tive o prazer de assistir ao vivo. Marcou-me na altura.

Amilcar Fernandes disse...

Azrael e os espantalhos

A Sandra fischer nao e aquela moça que faz parte daquelas mentes brilhantes que tiram um curso e depois em vez de exercer uma profissão montam uma empresa e dão palestras a tentar explicar como os outros são. Começo a perceber a admiração, cada vez ha mais disto é preciso ganhar a vida. A metodologia Plain Language, a caixa geral de depositos e a segurança social ajudam.

Chama-se ao teu comentario azrael a falacia do espantalho.

RioD'oiro disse...

O "Amilcar", apenas neste ID já usou 3 nicks, um para tentar fazer-se passar por mim:

http://www.blogger.com/profile/17522314109122073028 - Anonimo, RioD'oiro, Amilcar Fernandes

RioD'oiro disse...

O Amilcar e o Afonso são o mesmo gajo.

Carmo da Rosa disse...

Montar uma empresa é uma profissão e dar palestras é outra. Trata-se pois de duas profissões.

Não saber ler ou interpretar o que está escrito, não pensar de forma lógica e não saber contar até dois, são três lacunas, graves...

Caro Amílcar Fernandes, é capaz de contar quantos heterónimos usa em média por blog?

José Manuel disse...

“Montar uma empresa é uma profissão e dar palestras é outra. Trata-se pois de duas profissões.”

- Que queres ser quando fores grande?

Montador de empresas.

- E tu, Que queres ser quando fores grande?

Palestrante .

Pois, esta certo

Carmo da Rosa disse...

José Manuel disse: "Pois, esta certo"

Estaria um pouco mais certo, certamente mais compreensível e perfeitamente viável se a resposta tivesse sido: empresário e conferencista...

José Manuel disse...

O rosa, eu por acaso ironizei, no meu comentário, mas tu por acaso não és meio burro? desculpa la mas é que és. Ora vejamos conferencista em que universidade se tira, não é uma profissão. Os antigos lideres politicos quando caiam no desemprego eram pagos a preços de ouro por palestras devido ao prestigio ,mas não a eles serem profissionais palestrantes. É preciso ganhar a vida. tal como a sandrinha.Venham os patrocinios.

Amilcar Fernandes disse...

"Caro Amílcar Fernandes, é capaz de contar quantos heterónimos usa em média por blog?"

Depende, no teu caso estou a ver até que número sabes contar. :)))))))))

Carmo da Rosa disse...

“mas tu por acaso não és meio burro”

Ó José Manuel-Amílcar-Anónimo-Afonso-etc,

Quer dizer, sou só meio-burro porque o empresário já foi implicitamente aceite como profissão, não é pá? Mas em vez de dar o braço a torcer, como um homem, a criança, embatucada, prefere não abordar mais este assunto…

“conferencista em que universidade se tira, não é uma profissão.”

Lógica estranha esta, em que só é profissão a actividade profissional que estiver dependente de um título universitário! Dá origem a esta lógica enternecedora de criança, o sapateiro não é uma profissão, é uma árvore que dá sapatos!

José Manuel disse...

Você tem a mania das perseguições, não tenho nada a ver com isso.


"Lógica estranha esta, em que só é profissão a actividade profissional que estiver dependente de um título universitário!"


Chamei-lhe meio burro porque me parece, portanto a mim o que me parece como dizia o outro em politica é.

mas o que o demonstra mais ainda é isto

"Lógica estranha esta, em que só é profissão a actividade profissional que estiver dependente de um título universitário! Dá origem a esta lógica enternecedora de criança, o sapateiro não é uma profissão, é uma árvore que dá sapatos!"


Conferencista não é uma profissão, pode derivar de uma actividade relacionada com uma profissão. as profissões não tem todas a ver com titulos universitarios somente, mas tem todas a ver com uma actividade mais ou menos constante para a qual as pessoas se preparam e formam ao longo de um determinado periodo da vida embora depois possam mudar. As conferências servem para essas pessoas mais ilustres que se destacaram profissionalmente, testemunharem publicamente os seus conhecimentos experiencias para outros,(sendo convidadas para coloquios congressos etc). estejam no inicio desse aprendizado profissional ou não. Conferencistas não é nenhuma profissão no sentido lato de profissão, ninguém aprende para isso.

Quanto ao empresario todos somos empresarios, é só querer, e montamos uma empresa não é preciso aprender nenhuma profissão, até para aldrabar o fisco se pode montar uma empresa. Ultimamente sim tem havido uma profissão chamada gestão de empresas,muito na moda, cujos profissionais em alguns casos tem sido pagos a preço de ouro para afundar empresas.
tenho ouvido dizer que estes individuos se safam sempre bem.

Discutir consigo aprende-se menos que com o sapateiro. esse ao menos diz-nos como engraxar os sapatos sem fazer lixeira, ao contrário de si que conspurca tudo.

RioD'oiro disse...

José Manuel:

http://www.blogger.com/profile/15491385662541781287 - Citador
http://www.blogger.com/profile/01473196719846385914 - Anónimo, Wikileaks, Citador
http://www.blogger.com/profile/14244428774877613376 - Wikileaks
http://www.blogger.com/profile/14444447751556456624 - Anónimo1
http://www.blogger.com/profile/08888821817038022726 - Wikileaks
http://www.blogger.com/profile/04644584993527127569 - Anonimo, RDoiro
http://www.blogger.com/profile/03488706551174628274 - Carloss
http://www.blogger.com/profile/12206360462811787232 - Anónimo
http://www.blogger.com/profile/13173348751912783221 - Anonimo, Chico da Tasca
http://www.blogger.com/profile/17522314109122073028 - Anonimo, RioD'oiro
http://www.blogger.com/profile/13409200214700490967 - Anonimo, Calhordas
http://www.blogger.com/profile/07141517086372303204 - Luís
http://www.blogger.com/profile/13579048271031144974 - Joaquim, RDoiro
http://www.blogger.com/profile/15081844311653658640 - Amilcar Fernandes
http://www.blogger.com/profile/14427154552856151103 - Manuel, Ricardo
http://www.blogger.com/profile/11695627285719344995 - Alberto Carlos, RDoiro
http://www.blogger.com/profile/07686369283789034906 - José Manuel
http://www.blogger.com/profile/10139017184334419561 - Agreement debts

José Manuel disse...

Este gajo é o dectector de metais cá do sitio não é?

acho que o vou usar para saber se alguém esta a usar o meu id com outro nick.

Ó dectector, o meu id é:

http://www.blogger.com/
profile/
07686369283789034906

Mostra-me se alguem usa mais este id com outros nicks.

RioD'oiro disse...

O "seu" ID são todos os listados.

José Manuel disse...

O detector não estas a cumrir a tua missão assim não serves

http://www.blogger.com/
profile/
07686369283789034906

Mostra-me se o meu id esta a ser usado com outros nicks como o dectector pareceu indicar quero saber

Mostra-me o meu id a corresponder a outros nicks

RioD'oiro disse...

Que me interessa o ID? Basta o IP.

José Manuel disse...

O ip dinamico. valha-me deus.

O dectector eu quero processar quem esta a usar o meu id

O detector não estas a cumrir a tua missão assim não serves

http://www.blogger.com/
profile/
07686369283789034906

quem usa este nick alem de mim

José Manuel disse...

detector, detector meu, alguém mais além de mim?

José Manuel disse...

Ó Detector de metais, então como é? Não respondes as questões.Mostra lá as tuas capacidades não fujas.

José Manuel disse...

Ãlguém viu o detector de metais?