quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Ainda Mário Nogueira


Do nosso leitor Robles Mondego recebemos o seguinte texto, que não resisto a publicar:


O bigode e o homem público. Há, na pólis, uma estreita relação entre estas duas entidades.
Alguém consegue imaginar Hitler sem bigode? Estaline sem bigode? No limite, Charlot sem bigode?
E se me disserem que Charlot não era político, replicarei na mais pura tradição marxista que tudo é política.
Não andarei muito longe da verdade. Pois  lembrarei aqui um homem que se esforça por se considerar sindicalista sendo sim uma força da natureza retintamente militantona/comunistóide: Mário Nogueira, possuidor e mesmo cultor de um bigode inigualável.
Raramente terá havido uma identificação tão forte entre o bigode e o seu possuidor: encrespa-se quando tece as suas críticas, como que se contém, ficando acetinado, aquando de alguma ideia luminosa que lhe permita chatear um ministro, um director de escola adverso, um professor desafecto.
E ocorre-nos uma maldade: suponhamos que por qualquer razão lhe desaparece o bigode. A nosso ver ficaria incaracterístico, glabro, quase lunar. Sem carisma, (sem bigode!) seria apenas mais um vociferador ridículo e chatarrão. Em Nogueira o bigode é uma essência do pensamento. Mais, Nogueira é o bigode.  Rape-se-lhe este e desaparecerá, como que varrido por um vento imperialista, o estalinismo educacional que o seu bigode alimenta e propaga. Nogueira não tem pois como inimigo o Crato ou, mesmo, a sensatez de docentes que não queiram as sopas pró-moscovitas. O seu inimigo, ou melhor, inimiga, é algo mais prosaico mas infinitamente mais eficaz: uma simples e vulgar, uma modesta mas letal lâmina de barbear...

7 comentários:

celeste caleiro disse...

Realmente incomoda-vos muito!Ainda bem que mostram quem são e o que vos interessa discutir nos dias de hoje...continuem!

RioD'oiro disse...

Cara Celeste Caleiro,

Nesta matéria o meu interesse não é exactamente discutir mas desinfectar.

José Gonsalo disse...

Celeste Caleiro:
Lamento que o seu nível de leitura de um texto não ultrapasse o do comentário que fez a este, mas contra isso nada posso.
Felicidades.

Sorge disse...

Ò Celeste, vá lá, não se enerve, então não vê que isto é tudo é tudo gente da Universidade de Tel Aviv?
Eles gostam é do bigode do Ben Gurion, do Ben-Zvi, do Brenner, do Reuveni e do Zerubavel, já agora.
Alguns estudaram também na Católica e na Independente mas esses são mais fraquinhos…
E sabe, isto é tudo nervos mas não é com o Nogueira, é mais com o Ahmadinejad, e não só com o bigode mas com a barbita. É ver o tempo a andar para trás muito rápido…

RioD'oiro disse...

Sorge:

"não vê que isto é tudo é tudo gente da Universidade de Tel Aviv"

Infelizmente não é com vantagens e desvantagens. A desvantagem é que temos que aturar hordas de fascistas, cabeças rapadas anti-semitas, indignácaros e PCPs kapados e lambe-botas de ditadors. A vantagem é que os conhecemos bem.

Sorge disse...

Verborreia vazia.
Feliz Natal

Sorge disse...

Ou então um santo natalhanukkahramadão, como preferir. E deixe-se de fantasmas, na sua idade fica-lhe mal.