quinta-feira, 30 de junho de 2011

CULPAR OS JUDEUS...



Mais um fantástico discurso do Pat Condell que os indignados e acampados deveriam ouvir com atenção e que termina com um vibrante conselho aos amantes das teorias da conspiração:

Actualmente, umas das várias tristes consequências da conivência com a intolerância religiosa dos imigrantes muçulmanos na Europa, tem sido o aumento do anti-semitismo, não que a Europa precisasse de ser muito estimulada neste sentido.

Isso alimentou uma série de teorias da conspiração antes adormecidas dos que gostariam de acreditar que os judeus controlam o mundo. Ouço agora quase todos os dias alguém a dizer que deveria informar-me melhor sobre os judeus: quão perversos eles são e como manipulam tudo de forma a poder controlar o mundo inteiro.

Aparentemente os judeus são responsáveis por todo o tipo de maldades. Incluindo o 11 de Setembro (este nem se discute) e até mesmo a maldição do multiculturalismo. Estão a ouvir bem. Todos os judeus que estão a ser empurrados para fora da Europa por imigrantes muçulmanos cheios de ódio, são na realidade vítimas de uma conspiração judaica para destabilizar o mundo, para que os mesmos possam…. controlá-lo, imagino…

Comparado ao número de muçulmanos e cristãos existentes neste planeta, sem mencionar hindus e budistas, os judeus são apenas uma mão-cheia de gente. São uma percentagem mínima da população. Aproximadamente metade deles vive em Israel, um país do tamanho de um condado, e cada vez mais estão sendo diariamente conduzidos para lá, especialmente vindos da Europa, onde está agora muito em voga utilizar o comportamento do governo israelita como desculpa para o modelo descarado de anti-semitismo que estamos habituados a ouvir dos muçulmanos.

Em manifestações anti-israel na Europa já é normal escutar manifestantes a pedir para que os judeus sejam gaseados. Até foi possível assistir à cena de um membro do parlamento holandês [SP: um partido de esquerda semelhante ao BE – cdr] presente na fila da frente da manifestação [mas ele não fez tais afirmações, só gritava ‘jihad, jihad’ – cdr]. Na Suécia, atletas israelitas já nem mesmo podem competir sem serem molestados por multidões hostis, porque a polícia não pode, ou não quer protegê-los.

Crimes de ódio contra judeus excede os cometidos contra muçulmanos, e muitos deles cometidos por muçulmanos sem outra razão aparente salvo terem sido ensinados desde crianças a odiar judeus. Resultado, por enquanto vamos ter que ouvir continuamente os mesmos disparates sobre islamofobia - suficiente para fazer uma pessoa vomitar.

É certo que também não aprovo totalmente a política das autoridades israelitas, mas apoio o direito ao Estado de Israel de existir e de se defender contra pessoas dispostas a usar mulheres e crianças como escudos humanos. Já não mais acredito que os israelitas devam devolver Jerusalém. Continuo a acreditar que eles conservam Jerusalém por uma razão estúpida – religião. Mais estúpido que isto não é possível. Mas a experiência ensinou-nos que os muçulmanos vêem em qualquer concessão uma fraqueza a ser explorada posteriormente, e, além disso, muitos dos chamados palestinos parecem menos preocupados com a paz e a liberdade do que com empurrar os judeus para o mar, e assim os bombardeamentos não vão cessar.

Todo o mundo sabe que um acordo de paz já poderia ter sido assinado várias vezes no passado, não fosse a incompetência e corrupção das autoridades palestinas. Em Gaza uniram-se agora ao Hamas, um grupo criminoso de fundamentalistas religiosos que não querem a paz por nenhum preço. Para o Hamas, o inimigo não é Israel, o inimigo são os judeus. Quem apoiar o Hamas, está a apoiar o extermínio dos judeus. Não por serem israelitas, mas por serem judeus. Estão a apoiar uma cultura em que o ódio aos judeus é incutido desde a infância. Espero que se orgulhem.

Creio que Israel se encontra no local errado – já disse isto antes. Não poderia estar em pior lugar, tendo em consideração a mentalidade dos seus vizinhos, baseada em ódio, mas é um pouco tarde para alterar agora seja o que for. O facto de que um Estado Judaico precisa de existir, e ele precisa realmente de existir, é uma acusação contra a humanidade, especialmente contra a Igreja Católica, que durante séculos propagou uma ideologia agressiva de ódio contra os judeus que se entranhou no psyché europeu, de modo que não precisa muita coisa para vir de novo à tona.

E é por esta razão que se eu fosse judeu, mesmo um não-sionista-liberal, daqueles que fazem campanhas para a paz – e há muitos assim, gostaria de ter um Israel forte, porque nos momentos decisivos, quando as coisas dão pró torto, simplesmente ninguém vai defender os judeus. Nós vimos isso historicamente na Europa, e no despertar da invasão islâmica vemos isso hoje de novo, especialmente nos auto-proclamados anti-fascistas….

Que idiotas que vocês são! A verdade é geralmente dolorosa para quem a não quer ouvir, mas vão ouvi-la de qualquer maneira. A verdade é que os judeus contribuíram muito mais a bem da humanidade do que qualquer outro grupo de pessoas. Muito mais do que os muçulmanos. Imensamente mais do que os muçulmanos. Estamos a falar de outro planeta. Os judeus receberam um número desproporcional de Prémios Nobel – verdadeiros, não as tretas dos Nobel da Paz. Porque eles estão no topo da ciência, da medicina, da tecnologia – ‘you name it’.

Onde quer que haja progresso neste mundo, você encontrará por trás um judeu que sabe da poda. Israel é hoje um país líder da tecnologia mundial, isolado no Médio Oriente, como um diamante num mar de lama. Comparados com os judeus, os muçulmanos são passageiros à borla no planeta Terra. No mundo muçulmano até a riqueza brota-lhes directamente da terra, sem isso não teriam nenhuma. É patético e não é de espantar que o mundo muçulmano se perca em ódios infantis. Têm certamente uma fraca auto-estima - e como não ter? Mas a este respeito são eles os únicos que podem fazer alguma coisa. Podem decidir deslocar-se em direcção do século XXI e deixando o lixo para trás, ou continuar a humilharem-se e a degradarem-se com o histérico ódio aos judeus e nós continuaremos a julgá-los conforme, como uma vergonha para a raça humana. Espero não estar a ofender.

Para todos aqueles que continuam a dizer-me que os judeus controlam o mundo, mesmo que isso fosse verdade, respondo-lhes que preferia de longe que fossem os judeus a controlar este mundo do que os muçulmanos alguma vez. E assim pensa qualquer pessoa neste mundo com dois dedos de testa, mas não é verdade, e não quero ouvir mais nada sobre este assunto, se não for muito incómodo claro...

Em todo o caso, se você realmente acredita que os judeus são perversos manipuladores, com os dedos metidos em todos os negócios do mundo, se realmente acredita que um sinistro conluio judaico o está controlando de cima como uma marioneta, por favor, não me diga isso a mim, diga isso a um psiquiatra. Mas talvez seja melhor evitar um psiquiatra judeu.

17 comentários:

O-Lidador disse...

Nem mais. CdR tem de me apresentar este senhor. Vai ao osso e fá-lo com humor.

Carmo da Rosa disse...

Não o conheço pessoalmente, mas tenho muita pena! Sei que já foi entrevistado num jornal holandês. Não seria possível interessar a imprensa portuguesa para o entrevistar?

Streetwarrior disse...

http://www.youtube.com/watch?v=AHKGOcUyQ-M

portanto...isto há-de ser tudo mentiras, tá-se a ver.

Streetwarrior disse...

http://www.youtube.com/watch?v=YcQFDhFbJPo&feature=relmfu

Israel claims Flotilla carries chemical weapons ..

Ah ah ah...agora já não é facas nem ferros...é armas quimicas.

Oh my God..vale tudo para que a ajuda não chegue.

RioD'oiro disse...

O cromo confirma que há dizendo que não há métodos "violentos".

É conversa de indignácaro como esta outra:

http://fiel-inimigo.blogspot.com/2011/06/masturbios-ix-linguagem-de-indignacaro.html

.

Go_dot disse...

“...vale tudo para que a ajuda não chegue.”

Mais indignação pedante e perigosa, contra Israel.
A pergunta por que é que existe o bloqueio de Gaza, não se põe.
Como se Israel não tivesse o dever de se proteger eficazmente contra um adversário cujo único objectivo e o extermínio total dos judeus.

http://www.youtube.com/watch?v=fEmmu6UEJPk&feature=player_embedded

Carmo da Rosa disse...

Go_dot disse: "A pergunta por que é que existe o bloqueio de Gaza, não se põe."

Mais uma excelente pergunta que não foi colocada!

LGF Lizard disse...

"Streetwarrior disse...

http://www.youtube.com/watch?v=AHKGOcUyQ-M

portanto...isto há-de ser tudo mentiras, tá-se a ver. "

Não tens vergonha? Apresentar ideias de um tipo que "por acaso" foi líder de uma organização racista, chamada Ku-Klux-Klan?

Se tu partilhas as ideias deste tipo.... então ainda és mais idiota do que eu pensava. Uma coisa é ter a cabeça cheia de teorias da conspiração, outra é alinhar com racistas.

Demasiado baixo, mesmo vindo de ti.

LGF Lizard disse...

"Streetwarrior disse...

http://www.youtube.com/watch?v=YcQFDhFbJPo&feature=relmfu

Israel claims Flotilla carries chemical weapons ..

Ah ah ah...agora já não é facas nem ferros...é armas quimicas.

Oh my God..vale tudo para que a ajuda não chegue."

Vale a pena perceber do que se está a falar.

"IDF sources said Monday night that new intelligence information obtained in recent days shows that participants of the flotilla planning to break Israel’s sea blockade over the Gaza Strip later this week plan to kill IDF soldiers who board their ships.

According to the information obtained by the IDF, some of the participants have prepared sacks with sulfur, which they plan to pour on the soldiers as they board the vessels.

“This is a chemical weapon, and if poured on a soldier it can paralyze him,” an IDF source told The Jerusalem Post Monday night. “If the sulfur is then lit on fire, the soldier will light up like a torch.”

The information was obtained from closed meetings held by participants on the ships during which some voiced their intention to “murder Israeli soldiers,” according to the IDF.

Also, despite earlier predictions that members of the Turkish organization IHH Humanitarian Relief Foundation would not participate in the flotilla, it now appears that some members will sail with the ships alongside other radical Islamic activists.

The Navy has begun its final preparations to stop the vessels, and the IDF sources said that commandos who board the ships will be prepared for a wide-range of scenarios from no violence at all to extreme and violent resistance from the passengers."

http://www.jpost.com/Defense/Article.aspx?id=226829

LGF Lizard disse...

Já agora, ficam mais umas perguntas:

- Qual a razão dos "activistas da paz" não utilizarem os portos egípcios e a fronteira egípcio-palestiniana para levar a "ajuda"? Ou então por Israel? Será que estão com medo que se descubra alguma coisa na "ajuda" enviada?

- Qual a razão de se enviar "ajuda" para Gaza, sabendo-se que o próprio Hamas declarou (na altura da queda de Mubarak) que o território tinha comida e gasolina suficiente? Que não se vive nenhuma "tragédia humanitária" em Gaza?

- Qual a razão de irem activistas fundamentalistas islâmicos na flotilha, tal como aconteceu no ano passado?

- Qual a razão de a 1ª flotilha ter recusado levar ajuda a Gilad Shalit? Não merece tal ajuda porquê? Por ser judeu?

- Qual a verdadeira razão que leva "activistas" a violar um bloqueio naval perfeitamente legal, para levar ajuda que não é necessária, ainda por mais quando pode levar tal "ajuda" sem confrontar Israel?

RioD'oiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RioD'oiro disse...

O Streetwarrior resolveu meter-se nos indignácaros e apurou todas as potencialidades da sua cabecinha de troll: racista, anti-semita, fascista, adorador de facínoras, beata politeista, enfim, o perfeito indignácaro salvador da humanidade, do planeta, do sistema solar, da Via Láctea, ...

Carmo da Rosa disse...

Pois eu não acredito que o Streetwarrior seja um racista, um anti-semita, ou um fascista, creio que é apenas jovem, e, como todos os jovens, dificuldade em relativizar e muita coisa para aprender - aliás como todos nós...

RioD'oiro disse...

Cada qual é o que é e não o que foi ou o que será.

LGF Lizard disse...

"Carmo da Rosa disse...
Pois eu não acredito que o Streetwarrior seja um racista, um anti-semita, ou um fascista, creio que é apenas jovem, e, como todos os jovens, dificuldade em relativizar e muita coisa para aprender - aliás como todos nós..."

Talvez o SW não seja racista ou anti-semita. Mas ao postar artigos do David Duke (notório racista e anti-semita), é natural que seja associado a essas ideias.

Qem não quer ser lobo não lhe veste a pele.

Streetwarrior disse...

Eu sou anti-semita mas é uma Ova...
Há Judeus por detrás das Organizações mais criminosas do mundo...como o há de outras religiões.

Agora porque raio de merda eu tenho que ser conotado como anti-semita por dizer que eles são Judeus e com respeito a outras religiões já não sou anti-cristão ou anti-islamico e por ai fora.
Quem tem os estigma são vocês que qualquer pessoa que levante alguma acusação contra uma pessoa, porque a mesma é Judaica, é-se anti-semita.

Qual é o artigo no meu Blog acerca do David Duke que seja mentira?
É a noticia acerca da máfia organizada que o o Jornal Televive noticiou mas na Europa, como têm os tomates agarrados pelos banqueiros Judeus não ousam em abrir o bico?
Que todos os barões Russos Mafiosos são Judeus?...Qual é a mentira?

LGF Lizard disse...

"Qual é o artigo no meu Blog acerca do David Duke que seja mentira?"

Este vídeo do David Duke não é mais do que uma versão moderna do tradicional anti-semitismo: os judeus controlam as finanças, controlam os media, controlam os políticos e os governos, os EUA estão dominados pelo lobby judeu, blá, blá, blá.

A mesma treta de sempre, mas com novo look. O discurso do David Duke do século XXI é igual ao discurso do David Duke do século XIV.

Anti-semitismo puro.