sexta-feira, 10 de junho de 2011

Pequena nota


Muita gente estará, com certeza, a receber um email que me foi enviado, no qual se dá conta de um rol de berbicachos em que Pedro Passos Coelho se encontrará envolvido enquanto gestor, acompanhado dos links em que qualquer um poderá avaliar da veracidade dessa informação. Não os abri ainda nem sei se estarei muito interessado em fazê-lo, dado o acusado não haver exercido, até agora, o seu direito de defesa pelos mesmos meios ou por via judicial. Apesar de sempre me ter oposto por completo a José Sócrates e ao que ele representa, nunca me interessei por aí além por coisas como o caso Freeport. É o plano político que me importa, deixo o resto à polícia e à Justiça. E eu nem sequer votei no futuro primeiro-ministro.
Apesar de tudo, não queria deixar de fazer notar que, para um agente de corrupção, continuar a viver num andar de uma das torres de Massamá, zona habitada por gente da classe média ou média baixa e com vários problemas, ao fim de anos de manigâncias, não será lá grande demonstração de competência numa área tão acarinhada no nosso querido Portugal.

Sem comentários: