terça-feira, 25 de outubro de 2011

A Vida Vegetativa da Zona Euro

O mais recente balão de oxigénio para manter a zona euro em coma artificial vai custar um bilião de euros (€1,000,000,000,000, €10^12). No entanto, no BCE sabe-se que daqui a uns meses será preciso mais, bastante mais porque Itália, Espanha, Bélgica e França estão em manobras de aproximação à maca.

No contexto do complexo bancário-empresarial-socialista que domina as Direitas e as Esquerdas na UE, os Bancos são as plataformas do “conforto pelo crédito” e do endividamento dos Estados pelo que aquele valor será obtido através de mais impostos e canalizado para a Banca falida. A emissão de moeda pelo BCE também dará o seu contributo; não por acaso assistimos a uma tendência inflacionista na zona euro que deverá ser agravada em 2012.

Diz-se que a Europa tem falta de líderes. Só pode ser verdade. De outro modo haveria quem, esclarecidamente, determinasse que este bilião de euros serviria para pagar as despesas da morte assistida do euro.

Sem comentários: