sábado, 21 de janeiro de 2012

O desliga-liga alemão

[Via Eco-Tretas]

Poucos meses depois da Alemanha ter decidido que energias verdes é que era bom (embora para o governo alemão centrais a carvão pareçam também ser 'verdes'*) parece que vai ocorrer um retrocesso porque não há dinheiro. Parece que a gracinha vai custar 1.700.000.000.000 de Euros.

Não tarda muito e as centrais desligadas ou a desligar vão ter que continuar a trabalhar (de memória pela segunda vez) sem que se perceba bem em que pé fica a regular manutenção desses sistemas. Depois digam que não se brinca com o fogo.

----

* O que é verdade mas apenas no mundo do politicamente incorrecto

5 comentários:

R disse...

O facto de esse valor dar mais de 20.000.000€ por alemão não lhe causa a menor estranheza? É que para quem fala de eco-tretas parece que não questiona muito os números que atira para os leitores. Ora veja bem, o número está errado.

RioD'oiro disse...

Caro R, o número do EcoTretas está certo o que não estava era o meu número de zeros que, aliás, lhe escapou igualmente.

R disse...

Pois está, eu não falei do número do EcoTretas. É o seu número, com essa quantidade exorbitante de zeros, que dá mais de 20.000.000€ por alemão, e que lhe devia ter suscitado estranheza.

Eu gosto dos seus posts sobre este tema, mas para quem critica tanto os ambientalistas, aparecer aqui com valores completamente disparatados é simplesmente idiota, e vai na onda dos ambientalistas que ajudam a distorcer dados e a propagar tretas. Tira-lhe um bocado a legitimidade para criticar os outros que também atiram números sem sentido...

RioD'oiro disse...

Caro R,

Errar é humano o que nao é humano é insistir no erro.

O fulcral do post parece-me ser o de aletar para a deriva em que a Alemanha se encontra relativamente à energia e para o perigo que isso acarreta.

A verdade é que se volta a vacilar relativamente a uma decisão que ainda há poucos meses era dada como coisa acertada.

Não estranharia quanto cada alemão iria pagar porque, a montante, estranho que cada um queira pagar exorbitâncias em relação ao que pagava anteriormente. Sabendo-se que a energia "verde", em particular a foto-voltaica é mais de 10x mais cara (suponho que acima de 20x) que a nuclear, é de estranhar que possa ser encarada como fazendo parte do futuro.

O que a Alemanha tem vindo a fazer ao longo dos anos parece um disco rachado.

RioD'oiro disse...

Não me surprenderia que um forte nevão viesse a esborrachar toda a tralha fotovoltaica alemã. Este voluntarismo verde dá nessas coisas. Em Inglaterra, há meia dízia de anos, afirmou-se que já não voltaria a nevar.