terça-feira, 14 de setembro de 2010

Teoria e 'practica' são duas coisas...

Eu, como o ar mais crente que pude arranjar em 1993, na Graça do Divor.


Na caixa de comentários do post de José Gonsalo, que transcreve o despacho da Presidência do Governo Regional da Madeira, e onde o doutor Alberto João Jardim defende com entusiasmo a presença de crucifixos nas escolas, um anónimo deixou hoje às 10:50 um comentário sem insultos, bem escrito e com pés e cabeça (acontece!):

@ Anónimo: As convicções vivem na intimidade de cada um e terminam na sua esfera, não podem ser impostas, não podem esmagar os outros porque são maioria, e não se trata de o estado estar a proibir determinada simbologia, mas tão somente não ser o estado a adoptar e não ter preferência por nenhuma das suas instituições.

Teoricamente o anónimo tem toda razão, mas agora a prática, o mundo real.

Eu, ateu empedernido, confesso que a Igreja Católica no mundo ocidental está hoje em dia praticamente domesticada e aceita regras democráticas. E mesmo fazendo por vezes má cara, já vai aceitando críticas. Em todo o caso não prescreve ‘fatwas’ para mandar matar escritores que afirmam que a aparição da Imaculada Conceição em Fátima é comparável aos disparates sobre óvnis. Resumindo, esse sentimento de que a Igreja Católica quer esmagar os outros com as suas convicções pura e simplesmente não existe actualmente…

Sem de maneira nenhuma querer minimizar a gravidade do que aconteceu não há muito tempo nos EUA - os atentados contra médicos que praticavam abortos -, sendo mesmo de opinião que se deve combater implacavelmente os maluquinhos do Pro-Life Movement, a regra geral é que mesmo no século dezanove, mesmo em Portugal, Eça de Queirós pode publicar sem ser perseguido a Relíquia e o Crime do Padre Amaro.

O que existe sim - e trata-se de um perigo actual e real -, são outras religiões ou ideologias que, apoiando-se e usando hipocritamente a democracia dita ‘burguesa’ (da qual não são de maneira nenhuma partidárias), querem erradicar os últimos resquícios de simbologia e liturgia popular para - estes sim - melhor impor e esmagar os outros com as suas convicções totalitárias.

E o que é que estes últimos doutrinários e inimigos da democracia conseguem (em Portugal) a curto prazo? Que o ‘povão’, à falta de melhor, e no meio de tanta confusão se sinta inclinado a apoiar políticos do género do doutor Alberto João Jardim. A médio prazo, não me admiraria muito que o ‘povão’, encurralado entre políticos aldrabões e sem autoridade moral e uma esquerda floribélica, irresponsável e com ideias muito anteriores às confissões de Fidel Castro, aceitasse de novo um salvador, um novo Salazar …

29 comentários:

Anónimo disse...

Eu bem tinha a ideia que este patego tinha a fisgada do islão na mira.

Va dar banho ao cão homem, va dar banho ao cão.

Anónimo disse...

Eu bem tinha a ideia que este patego tinha a fisgada do islão na mira.

Va dar banho ao cão homem, va dar banho ao cão.

Anónimo disse...

E então se o povão lesse ou tivesse capacidade para captar as ideologias dos blogueiros residentes, ó meu Deus!

Anónimo disse...

Este tipo numa primeira reacção aplaude com as mãos e pés uma bacorada do Dr. Jardim, mas depois vem com um blá blá armado aos cucos a misturar alhos com bugalhos; o de sempre e nada de novo, islão prá'qui, islão prá'colá, bate sempre no mesmo.

Nausícaa, São Paulo, Brasil disse...

Ora, ora, prezado Carmo da Rosa,

Mas será preciso ressuscitar o Sebastião para provar que o sistema cristão de leis é o melhor para vivermos em sociedade?? E o crucifixo, por ex., está aí, para lembrarmos disso!!

Até inventarem outro sistema de convívio humano ou até encontrarem os ossos do tal Dom, não me torrem a paciência com a ignorância dos ingênuos ou a má-fé dos ateus.

Anónimo disse...

"sistema cristão de leis é o melhor para vivermos em sociedade??"

ja voltamos a idade media de novo ou que? e a inquisição esta a fazer falta não?

RioD'oiro disse...

"e a inquisição esta a fazer falta não?"

É a inquisição que aqui se enxota. Por esta ordem: dos muçulmanos (quase todos) e dos ateus esquerdalhos.

A Igreja Católica são trocos.

Anónimo disse...

Já nessa altura (1993) a Fé já estava a começar a despencar. Veja-se a inclinação do andor.

RioD'oiro disse...

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1662832

Anónimo disse...

Este vem nos mostrar os trocos

Streetwarrior disse...

Blogger RioD'oiro disse...
" "e a inquisição esta a fazer falta não?"

É a inquisição que aqui se enxota. Por esta ordem: dos muçulmanos (quase todos) e dos ateus esquerdalhos.

A Igreja Católica são trocos.""

Mas quer enganar quem?
São trocos ?..Então e o Braço armado da Igreja Católica ( A Opus Dei ) infiltrada nos governos, nos bancos e em todo o que é poder...esses não são extremistas?
Não, esses não mandam matar se lhes tirarem o chupa-chupa!

Quer dizer...até parece que não há pressão da Igreja católica na sociedade...não?
Então e o que se passou com o caso da P2...não mandaram matar para calarem o lixo que se passava no Vaticano.

Sim sim...Já sei, é a má fé dos ateus.

Nuno

Carmo da Rosa disse...

@ Nausicaa: ”Mas será preciso ressuscitar o Sebastião para provar que o sistema cristão de leis é o melhor para vivermos em sociedade?

Nausicaa, eu não sei o que é um sistema cristão de leis! É capaz de me explicar ou de me dar um exemplo concreto?

E qual é a relação entre ‘o Sebastião’ e o meu post?

@ Streetwarrior: ”…até parece que não há pressão da Igreja católica na sociedade...não?

É evidente que sim!

Assim como há pressão dos sindicatos, da sociedade protectora de animais, da maçonaria, dos clubes de futebol, do exército, dos partidos políticos, da imprensa, etc, etc. So what?

Porque carga de água é que a Igreja Católica não pode ter o direito, como todos os outros, de modelar a sociedade, onde está perfeitamente inserida, à sua imagem. De puxar a brasa para a sua sardinha?

Logo que respeite certas regras de convivialidade! E ultimamente não há grandes razões de queixa. Sobretudo se compararmos a Igreja Católica com outras ‘igrejas’: como por exemplo a islâmica, a Universal do Reino de Deus, a Scientology e outras igrejas evangélicas maradas dos EUA e, last but not least, a igreja marxista-leninista…

Streetwarrior disse...

Carmo da Rosa disse...
"" Sobretudo se compararmos a Igreja Católica com outras ‘igrejas’: como por exemplo a islâmica, a Universal do Reino de Deus, a Scientology e outras igrejas evangélicas maradas dos EUA e, last but not least, a igreja marxista-leninista ""

Ahahaha...Oh Carmo,essa não é para mim,pois não.
Então mas agora está-me a querer dizer que Um sindicato ou uma associação de protecção dos animais tem a mesma influencia nos governos do que a Igreja ou a Maçonaria, que aliás, são a mesma....Escolha você o nome!!

È que quem criou essas brincadeiras todas que para aí referiu,não foi nada mais nada menos,do que o Vaticano,onde a Própria Maçonaria se Insere.

E não me venha cá com histórias da carochinha que a Maçonaria é contra a Igreja ou contra a religião porque se for ao meu Blog, vê que eu tenho isso tudo perfeitamente desmontado na serie " Véritas ".
É o tal Sistema de criar concorrência a partir dela própria para dizer que há competitividade.

Nuno

RioD'oiro disse...

Streetwarrior:

"""""Blogger RioD'oiro disse...
" "e a inquisição esta a fazer falta não?""""""

Não fui eu que afirmei tal.

Streetwarrior disse...

Blogger RioD'oiro disse...

"" Streetwarrior:

"""""Blogger RioD'oiro disse...
" "e a inquisição esta a fazer falta não?""""""

Não fui eu que afirmei tal.""

Sim, eu reparei...apenas colei o Post todo, visto que estava a responder a frase a para ficar dentro de contexto.

Nuno

Carmo da Rosa disse...

@ Streetwarrior: ”Então mas agora está-me a querer dizer que Um sindicato ou uma associação de protecção dos animais tem a mesma influencia….”

Você é talvez um excelente ‘streetwarrior' mas tenho a certeza que é um péssimo jogador de xadrez! Leia primeiro com atenção e depois responda caneco...

Não comparei nem falei no grau de influência! Custa-me a acreditar que a maçonaria e a Igreja Católica sejam a mesma coisa, mas mesmo que assim fosse, não altera em nada aquilo que eu disse – trata-se de puxar a brasa para a sua sardinha…

” quem criou essas brincadeiras todas que para aí referiu,não foi nada mais nada menos,do que o Vaticano”

Caro Nuno, com que então, o Vaticano criou os sindicatos, a sociedade protectora de animais, a maçonaria, os clubes de futebol, o exército, os partidos políticos e ainda lhe sobrou tempo para criar a imprensa… Nada mau, creio que vou rever a minha opinião sobre o Vaticano – afinal o Vaticano é uma gande máquina meu.

Já agora, que estamos com a mão na massa, a Internet, acha que também foi o Vaticano?

Creio que para hoje chega de surpresas. Peço imensa desculpa, vou jogar squash, talvez a única coisa que não foi criada pelo Vaticano! Mas já não tenho a certeza!

Streetwarrior disse...

Carmo da Rosa disse...

"Caro Nuno, com que então, o Vaticano criou os sindicatos, a sociedade protectora de animais, a maçonaria, os clubes de futebol, o exército, os partidos políticos e ainda lhe sobrou tempo para criar a imprensa "

Carmo, onde é que eu afirmei isso?
Ora reveja lá o Carmo, porque eu afirmei que o Vaticano criou essas Ideologias religiosas todas, não sindicatos nem nada que se pareça.
Vamos a ser honestos!

Do que retirei é que tanto sindicatos como Igreja têm o direito a fazer pressão para moldar a sociedade.

Claro que têm...não têm é o mesmo tipo de estratégia nem de poder de influencia...ou será que têm?

E se calhar, há mais poderes debaixo da influência do Vaticano do que aqueles que pensa existir.
Ou vai-me dizer que o Vaticano não tem poder nenhum no mundo, seja politico seja religioso?

Olhe,engraçado,estava eu a preparar as coisas para ir jogar o meu Golf vespertino.

Ai ai..esta Direitalha !!

Nuno

Carmo da Rosa disse...

Streetwarrior: ”Carmo, onde é que eu afirmei isso?”

Aqui e precisamente às 14 horas e 10 minutos:

È que quem criou essas brincadeiras todas que para aí referiu,não foi nada mais nada menos, do que o Vaticano, onde a Própria Maçonaria se Insere.

Além de não ler o que eu disse, tampouco lê o que você próprio escreve! Isto já não é apenas uma questão de honestidade, há aqui mais alguma coisa que não bate certo…

Lembre-se que o post inicial fala da Igreja Católica e de sim-ou-não crucifixos nas escolas…. e não do Vaticano. Você é que veio com o Vaticano à baila. Claro que a Igreja Católica tem influência política na sociedade portuguesa, mas tem influência num campo completamente diferente dos sindicatos.

Mas a questão não é essa, o que eu afirmei no post foi que: a Igreja Católica no mundo ocidental está HOJE em dia praticamente domesticada e aceita regras democráticas. E mesmo fazendo por vezes má cara, já vai aceitando críticas. Em todo o caso não prescreve ‘fatwas’ para mandar matar escritores que afirmam que a aparição da Imaculada Conceição em Fátima é comparável aos disparates sobre óvnis. Resumindo, esse sentimento de que a Igreja Católica quer esmagar os outros com as suas convicções pura e simplesmente não existe.

Se você acha que não é assim exponha o seu ponto de vista com base em exemplos, mas não complique a coisa com Vaticanos e generalizações conspiratórias que não levam a lado nenhum…

Anónimo disse...

Claro os cães que ladram "fatwas" pouco ou nada mordem (o Salman Rashdie ainda é vivo, não é? E já lá vão quantos anos?), mas os cães "praticamente domesticados" mordem pela calada, conspiram, manipulam e infiltram-se nas mais variadas instituições políticas e económicas. Ou não?

Streetwarrior disse...

Carmo da Rosa disse...

Carmo,o que eu me referi que foi tudo criado pelo Vaticano foi o que está dito por si entre parênteses na entrada do meu Post das 14h10.
Não existe nada no meu Post das 14h10 que diga que o Vaticano inventou Sindicatos e associações.

No entanto,não vale a pena chover sobre o molhado.

Carmo disse...
""Mas a questão não é essa, o que eu afirmei no post foi que: a Igreja Católica no mundo ocidental está HOJE em dia praticamente domesticada e aceita regras democráticas.""

Pois Claro que aceita...é ela em conjunto com o seu braço esquerdo ( Maçonaria) e o seu braço direito (Opus Dei ) que impõe a actual " democracia ", não é...?
Assim também eu aceitava...do alto do meu poleiro.

Alguns crimes democráticos...

http://www.youtube.com/watch?v=YfOasAYNdU8

http://dn.sapo.pt/inicio/interior.aspx?content_id=646825

E para não esquecer os FDP dos ciganos...

O Vaticano apoiou o regime de Ante Pavelic que exterminou mais de 700.000 sérvios (cristãos ortodoxos), 60.000 judeus, 30.000 ciganos e milhares de opositores. A cumplicidade da igreja católica croata com este regime sanguinário foi intensa, a ponto de padres liderarem conversões forçadas (de sérvios ortodoxos), massacres e campos de extermínio (Jasenovac, por exemplo). A crueldade Ustasha era tão grotesca que chocou até mesmo os alemães e italianos, que tiveram que dar um freio no fanatismo Ustasha. O chefe religioso Ustasha, cardeal Stepinac, foi beatificado pelo papa JP2 em 1998....1998, não foi assim há tanto tempo.

Por outras palavras,é tudo aquilo que o anónimo que escreveu em cima retrata...

...Ou estamos perante uma conspiração?
Ah...isso foi no Século passado.

Nuno

Carmo da Rosa disse...

@ anónimo das 09:42 ” o Salman R[u]shdie ainda é vivo,”

Graças a um enorme esforço de segurança do governo inglês, de outra forma já estava morto e enterrado, como aconteceu ao tradutor japonês dos Versículos Satânicos, assim como aconteceu a Theo van Gogh por ter feito um filme e a tantos outros e outras pelas mais diversas razões.

” conspiram, manipulam e infiltram-se nas mais variadas instituições políticas e económicas. Ou não?”

Claro que sim. Mas não é nada de novo nem de estranho. Todas as outras organizações e lobbies com poder fazem precisamente o mesmo. A única diferença, mas a mais importante, é que mordem segundo regras democráticas, e quando não o fazem, o que também acontece, são criticados – e quem critica não precisa de protecção do estado…

Aquilo que eu e tantos outros dizem acerca das crenças da Igreja Católica é, num país islâmico, passível de pena de morte (nos países mais radicais) e de anos de prisão (nos países mais moderados.

Por isso, mesmo com todos os seus defeitos, estou muito agradecido à Igreja Católica pelo facto de poder dizer aquilo que penso. Em sinal de agradecimento não me chateia nada que o Cristo, mesmo naqueles preparos, seja colocado nas salas de aula…

Carmo da Rosa disse...

@ streetwarrior: ” Carmo,o que eu me referi que foi tudo criado pelo Vaticano foi o que está dito por si entre parênteses na entrada do meu Post das 14h10.

Nuno, tenho muita pena mas eu disse outra coisa! Disse: “se compararmos a Igreja Católica com outras ‘igrejas’: como por exemplo a islâmica, a Universal do Reino de Deus, a Scientology e outras…”

“Comparar” não quer dizer “criar” – pelo menos em Português!

@ streetwarrior: ”Não existe nada no meu Post das 14h10 que diga que o Vaticano inventou Sindicatos e associações.,”

Aqui também tenho muita pena mas isto foi escrito por si: ”È que quem criou essas brincadeiras todas que para aí referiu, não foi nada mais nada menos, do que o Vaticano, onde a Própria Maçonaria se Insere.”

Mas tem toda a razão, não vale a pena chover no molhado, ou seja, continuar a falar num tema que eu não abordei no meu post: O Vaticano e a crise do nacionalismo na Jugoslávia! Admira-me como ainda não se lembrou de abordar a Santa Inquisição?

Perceba uma coisa, antes de você ter nascido já eu era muito ateu graças a Deus, por isso não vou me pôr aqui a defender o Vaticano – sobretudo neste momento tão doloroso para a Igreja e para as crianças abusadas - só porque você se lembrou de marrar para esse lado.

@ streetwarrior: ” Pois Claro que aceita...é ela [Igreja Católica] em conjunto com o seu braço esquerdo ( Maçonaria) e o seu braço direito (Opus Dei ) que impõe a actual " democracia ", não é...?”

Tenho muita pena mas não é. Sem ofensa isto é uma afirmação conspiratória infantil. Além disso a Igreja Católica não é uma organização democrática, mas mesmo não o sendo, mesmo com a sinistra Opus Dei no seu ceio, promoveu a democracia em certos casos (Polónia e América Latina), e noutros apoiou a ditadura (Portugal e Espanha). Em Portugal é preciso abrir uma excepção para o Bispo do Porto e meia dúzia de eclesiásticos que se insurgiram contra o regime de Salazar.

Resumindo e concluindo, a minha resposta resume-se tão simplesmente a isto:

mesmo com todos os seus defeitos, estou muito agradecido à Igreja Católica pelo facto de poder dizer (actualmente) aquilo que penso (dela). Em sinal de agradecimento não me chateia nada que o Cristo, mesmo naqueles preparos, seja colocado (pela Igreja Católica) nas salas de aula…

Anónimo disse...

Estou-me marimbando se o nome do escritor indiano é com -a ou com -u, mais grave é escrever-se "seio" com -c.
Quanto ao resto, um chorrilho de disparates. No mundo actual e ocidental não tem comparação os efeitos sociais e económicos das mordeduras, pela calada, dos cães "praticamente domesticados", com as mordidelazitas dos cães que ladram "fatwas" individualizadas. Diga o senhor o que quiser e dê as cambalhotas que lhe aprouver, não vá a bola do squash passar-lhe entre as pernas, o que seria para si uma rabeta.

Streetwarrior disse...

Anónimo das 14h44 disse...
""
Quanto ao resto, um chorrilho de disparates. No mundo actual e ocidental não tem comparação os efeitos sociais e económicos das mordeduras, pela calada, dos cães "praticamente domesticados", com as mordidelazitas dos cães que ladram "fatwas" individualizadas.""


Dá-me uma ligeira sensação que isso para o Carmo da Rosa são...conspirações.

Nuno

Carmo da Rosa disse...

Caro anónimo,

pelos vistos está-se marimbando também para o uso de argumentos! Afirmar que os outros só dizem disparates, é fácil, é só escrever, e como o comentário é anónimo, pode, mais tarde, afirmar o contrário do que disse inicialmente – é tudo igual ao litro.

O que não percebo é a sua virulência contra a Igreja Católica em geral e os crucifixos nas escolas em particular!

Algum trauma de infância? Não me diga que é mais uma vítima tardia de algum padre do colégio de Trancoso? Ele dava-lhe mordidelazitas no pescoço no confessionário, era? ao mesmo tempo que lhe recitava António Botto: ”nunca te foram ao cu / nem nas perninhas, aposto! / mas um rapazinho como tu / lavadinho, todo nu, gosto…”

É grave, mas estamos de acordo que não tem qualquer comparação com o sofrimento das crianças nas madraças dos países islâmicos. No seu caso o abuso de autoridade era pelo menos acompanhado de poesia, não era obrigado a decorar a chatice do Alcorão...

Always look on the bright side of life…

Anónimo disse...

Deves estar a relatar a tua realidade, seu paneleiro de merda.

Anónimo disse...

Ò rosa então ha quanto tempo saiste do armario, essa de falar sempre nas bolas ja estava prevista pelo freud, se pensasses em fendas ainda va que não va.

Anónimo disse...

Ò rosa então ha quanto tempo saiste do armario, essa de falar sempre nas bolas ja estava prevista pelo freud, se pensasses em fendas ainda va que não va.

Anónimo disse...

Para este paneleiro de merda pedófilo a evidência "No mundo actual e ocidental não tem comparação os efeitos sociais e económicos das mordeduras, pela calada, dos cães "praticamente domesticados", com as mordidelazitas dos cães que ladram "fatwas" individualizadas." não conta. Para ele o que conta são os argumentos da treta dele. Vai te catar...