domingo, 12 de setembro de 2010

Quanto mais estado mais dinheiro torrado


Numa orgia de socretina predação autofágica, o estado decidiu vender, ao estado, 100 repartições de finanças para com essa verba financiar o estado.

Mas há mais. Parece que o estado não paga pelas repartições aquilo que o estado acha que elas devem valer havendo, portanto, que requerer ao estado que encontre formas de aumentar o valor dessas repartições. Uma qualquer agência de notação financeira estatal deverá ajudar a resolver o problema.

Almas daninhas adiantam que o Mosteiro dos Jerónimos também já está na calha.
.

2 comentários:

Anónimo disse...

Não digam, é tradição e vem na esteira da manuela e da venda dos creditos futuros ao citi, ou do bagão e da caixa de aposentaçoes da CGD.

RioD'oiro disse...

"Não digam, é tradição e vem na esteira da manuela e da venda dos creditos futuros"

Nem mais.